Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Variedades
Feira da Barra terá teatro de mamulengos todos os domingos

Sexta, 13/3/2020 20:59.
Divulgação

Publicidade

A Feira da Barra, que acontece todos os domingos na Praça do Pescador, no Bairro da Barra, vai contar com teatro de mamulengos. A estreia será neste domingo (15), às 16h, aberto ao público. O projeto independente é feito pelos artistas Sebastian Marques e Rafaela Peralta.

O espetáculo é intitulado como ‘Benditos Beneditos’ e reúne vários personagens da tradição do mamulengo (os conhecidos fantoches) como Dona Quitéria, João Redondo, Sargento Bitola, Boizinho Brincadeira, Cobra das Sete Luas, Benedito e outros.

Uma característica marcante deste estilo do teatro de bonecos é o desempenho do ator, que imprime um ritmo cativante, conseguindo prender a atenção das crianças e dos adultos através da versatilidade de linguagens. A peça promete muitas brincadeiras e histórias apaixonantes, narradas com o bom humor, que é uma característica do gênero.

Apesar de ser gratuito, os artistas pedem a contribuição da comunidade com o ‘ingresso no chapéu’ (que passará pelo público durante e no final da apresentação).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Feira da Barra terá teatro de mamulengos todos os domingos

Publicidade

Sexta, 13/3/2020 20:59.

A Feira da Barra, que acontece todos os domingos na Praça do Pescador, no Bairro da Barra, vai contar com teatro de mamulengos. A estreia será neste domingo (15), às 16h, aberto ao público. O projeto independente é feito pelos artistas Sebastian Marques e Rafaela Peralta.

O espetáculo é intitulado como ‘Benditos Beneditos’ e reúne vários personagens da tradição do mamulengo (os conhecidos fantoches) como Dona Quitéria, João Redondo, Sargento Bitola, Boizinho Brincadeira, Cobra das Sete Luas, Benedito e outros.

Uma característica marcante deste estilo do teatro de bonecos é o desempenho do ator, que imprime um ritmo cativante, conseguindo prender a atenção das crianças e dos adultos através da versatilidade de linguagens. A peça promete muitas brincadeiras e histórias apaixonantes, narradas com o bom humor, que é uma característica do gênero.

Apesar de ser gratuito, os artistas pedem a contribuição da comunidade com o ‘ingresso no chapéu’ (que passará pelo público durante e no final da apresentação).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade