Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Atores de Hollywood gravam versão de "I Will Survive" em crítica a Trump

Sexta, 13/1/2017 16:53.

(FOLHAPRESS) - Um grupo de atores de Hollywood gravou uma versão da música "I Will Survive" (Eu vou sobreviver, em português), de Gloria Gaynor, em uma referência à chegada do republicano Donald Trump à Casa Branca.

O hit dos anos 1970 foi interpretado em um vídeo da revista "W" por Emma Stone, Natalie Portman, Amy Adams, Taraji Henson, Anya Taylor-Joy, Matthew McConaughey, Felicity Jones e Mahershala Ali.

"Enquanto a música tem sido interpretadas sob uma ótica de consciência social, é o tipo do hino que precisamos agora mais do que nunca com a pressão da posse sobre nós", diz o texto da revista.

A maioria dos artistas de cinema americanos se colocou contra o presidente eleito na campanha eleitoral, e alguns deles chegaram a apoiar ex-secretária de Estado Hillary Clinton, adversária de Trump na corrida à Casa Branca.

Em alguns casos, não escaparam das frases intempestivas do bilionário. A última atingida foi a atriz Meryl Streep, que, na entrega do Globo de Ouro, criticou Trump por ter debochado de jornalista com deficiência.

"Esse exemplo dado por uma pessoa tão poderosa dá permissão a outras pessoas para desrespeitar. A violência incita a violência. O desrespeito incita o desrespeito. Se alguém usa sua posição para fazer bullying, todos nós perdemos."

Ela também condenou a criação de restrições à imigração. "Se mandarmos todos embora, não vamos ter nada o que assistir a não ser futebol e MMA (mixed martial arts, em inglês). E isso não é o que a arte deve ser."

Rebatendo, Trump disse que Streep, ganhadora de três Oscars e nove globos de ouro, é uma atriz superestimada. ""Meryl Streep não me conhece, mas me atacou ontem à noite no Globo de Ouro, Ela é uma lacaia de Hillary." 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Variedades

Parece coisa feita para promover o ex-prefeito, mesmo que prejudicando a imagem da cidade  


Variedades


Cidade

Ela participa há 8 anos da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú 


Seu Dinheiro

Reforma de Bolsonaro é mais dura que a proposta por Michel Temer 


Publicidade


Publicidade


Policia


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Geral

Conselho Comunitário de Segurança Náutica e Cidadania de Balneário Camboriú


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Atores de Hollywood gravam versão de "I Will Survive" em crítica a Trump

Sexta, 13/1/2017 16:53.

(FOLHAPRESS) - Um grupo de atores de Hollywood gravou uma versão da música "I Will Survive" (Eu vou sobreviver, em português), de Gloria Gaynor, em uma referência à chegada do republicano Donald Trump à Casa Branca.

O hit dos anos 1970 foi interpretado em um vídeo da revista "W" por Emma Stone, Natalie Portman, Amy Adams, Taraji Henson, Anya Taylor-Joy, Matthew McConaughey, Felicity Jones e Mahershala Ali.

"Enquanto a música tem sido interpretadas sob uma ótica de consciência social, é o tipo do hino que precisamos agora mais do que nunca com a pressão da posse sobre nós", diz o texto da revista.

A maioria dos artistas de cinema americanos se colocou contra o presidente eleito na campanha eleitoral, e alguns deles chegaram a apoiar ex-secretária de Estado Hillary Clinton, adversária de Trump na corrida à Casa Branca.

Em alguns casos, não escaparam das frases intempestivas do bilionário. A última atingida foi a atriz Meryl Streep, que, na entrega do Globo de Ouro, criticou Trump por ter debochado de jornalista com deficiência.

"Esse exemplo dado por uma pessoa tão poderosa dá permissão a outras pessoas para desrespeitar. A violência incita a violência. O desrespeito incita o desrespeito. Se alguém usa sua posição para fazer bullying, todos nós perdemos."

Ela também condenou a criação de restrições à imigração. "Se mandarmos todos embora, não vamos ter nada o que assistir a não ser futebol e MMA (mixed martial arts, em inglês). E isso não é o que a arte deve ser."

Rebatendo, Trump disse que Streep, ganhadora de três Oscars e nove globos de ouro, é uma atriz superestimada. ""Meryl Streep não me conhece, mas me atacou ontem à noite no Globo de Ouro, Ela é uma lacaia de Hillary." 

Publicidade

Publicidade