Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Carnaval de rua: Mexe-Mexe, a carreta da folia
Sectur

Quinta, 23/2/2017 8:27.

Há quase três décadas quando um grupo de foliões resolveu brincar o Carnaval sobre rodas, dando vida ao bloco Mexe-Mexe, ninguém imaginava que essa ideia se tornasse parte da história de Balneário Camboriú.

Hoje a carreta que leva cerca de 60 pessoas com seus instrumentos tornou-se uma das principais atrações do Carnaval.

O presidente do grupo, Roni Augusto Raimundo, 39, está há 22 anos no Mexe-Mexe. “Um amigo me levou para tocar instrumento de percussão, sou músico profissional, é um namoro que não tem mais fim”, brincou Roni.

Ele contou que 27 anos depois tem somente meia dúzia dos foliões das antigas, mas tem muitos descendentes. “Só o que não muda são os instrumentos, percussão e metais. A carreta não tem sonorização, é uma tradição e isso não vai mudar”, afirmou, emendando que ‘esse é o verdadeiro carnaval’.

Roni disse que o Carnaval de Rua está crescendo e o público gosta, turistas e moradores, mas é preciso investir mais, “o ano todo”.

Trajeto e horários

O Mexe-Mexe vai passar na beira mar nesta sexta-feira, sábado e segunda, sempre por volta das 21h. Ele sai do barracão na Vila Real, chega na Atlântica, segue até a Alvin Bauer, retorna pela Brasil até a Rua 1500 e segue para a Vila Real.

Na sexta sai somente com seus ‘componentes’ e nos outros dois dias arrasta os blocos Vai Sabê, Xinelis e ainda vem em parceria com o Trio Elétrico Carnatuga. Na sexta-feira pós Carnaval, o Mexe-Mexe passa na avenida para o ‘Enterro dos Ossos’.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Política

Enquanto a maioria quer aumentar quantidade de leis ele deseja o contrário


Geral

Houve um vazamento de grande proporção e reparos estão sendo feitos


Cidade

Prefeitos nunca investiram em reservação de água bruta  


Opinião

No Brasil isso é quase um diploma de honestidade


Publicidade


Publicidade


Seu Dinheiro

Acordo pode ter provocado um aumento de bilhões na conta de luz dos consumidores.


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Editais

Renovação de Licença Ambiental de Operação


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Carnaval de rua: Mexe-Mexe, a carreta da folia

Sectur
Quinta, 23/2/2017 8:27.

Há quase três décadas quando um grupo de foliões resolveu brincar o Carnaval sobre rodas, dando vida ao bloco Mexe-Mexe, ninguém imaginava que essa ideia se tornasse parte da história de Balneário Camboriú.

Hoje a carreta que leva cerca de 60 pessoas com seus instrumentos tornou-se uma das principais atrações do Carnaval.

O presidente do grupo, Roni Augusto Raimundo, 39, está há 22 anos no Mexe-Mexe. “Um amigo me levou para tocar instrumento de percussão, sou músico profissional, é um namoro que não tem mais fim”, brincou Roni.

Ele contou que 27 anos depois tem somente meia dúzia dos foliões das antigas, mas tem muitos descendentes. “Só o que não muda são os instrumentos, percussão e metais. A carreta não tem sonorização, é uma tradição e isso não vai mudar”, afirmou, emendando que ‘esse é o verdadeiro carnaval’.

Roni disse que o Carnaval de Rua está crescendo e o público gosta, turistas e moradores, mas é preciso investir mais, “o ano todo”.

Trajeto e horários

O Mexe-Mexe vai passar na beira mar nesta sexta-feira, sábado e segunda, sempre por volta das 21h. Ele sai do barracão na Vila Real, chega na Atlântica, segue até a Alvin Bauer, retorna pela Brasil até a Rua 1500 e segue para a Vila Real.

Na sexta sai somente com seus ‘componentes’ e nos outros dois dias arrasta os blocos Vai Sabê, Xinelis e ainda vem em parceria com o Trio Elétrico Carnatuga. Na sexta-feira pós Carnaval, o Mexe-Mexe passa na avenida para o ‘Enterro dos Ossos’.

Publicidade

Publicidade