Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Aprenda receitas diferentes com cebola

Sexta, 19/8/2016 14:00.

Por Waldemar Cezar Neto

Cebola é comida, remédio e serve também para afastar Boitatá, Saci-Pererê e Freddy Krueger. A origem é incerta e seu consumo, disseminado pelo planeta, se perde nos tempos. Li num texto da Embrapa que a cebola é a segunda hortaliça em importância econômica, compondo o trio vencedor ao lado dos tomates e das batatas. Imagino que a maioria das pessoas nunca viu cebola na lavoura, só no supermercado, mas se quiser ver é fácil porque Santa Catarina é o maior produtor nacional e Ituporanga, a Terra da Cebola, fica a três horas aqui de Balneário Camboriú.

O cortador

Sempre fiquei imaginando como o pessoal do Outback corta a cebola em pétalas perfeitas para fazer aquele cebolão empanado e frito. Fui procurar e encontrei em lojas da internet a ferramenta denominada “blooming onion cutter”, uma guia de plástico ou metal para cortar cebolas, com preço em torno de R$ 40,00. Após cortar, sem ir com a faca até embaixo, coloque a cebola em água gelada para abrir as pétalas. Escorra bem e empane passando duas vezes no ovo e no trigo. Frite por imersão. No Outback a cebola é servida com um molho apimentado que é feito mais ou menos assim: misture meia xícara de maionese com uma colher de catchup; duas colheres de raiz forte ralada; uma pitada de páprica, de sal, de orégano e de pimenta moída. Se quiser, use pimentas secas mais fortes.

Caramelo

De uns tempos para cá cebola caramelada passou a fazer parte dos hamburguers oferecidos por aí. É fácil de fazer, corte a cebola ao meio e depois em fatias. Ou pique como se fosse para colocar no feijão. Coloque aos poucos na frigideira para dar tempo da água evaporar (cebola é 90% água). Quando secar junte azeite e manteiga para dourar bem e ao final, se quiser, acrescente um pouco de açúcar mascavo. Conforme o tempo de fogo a cebola muda de cor, textura e sabor. Quando bem esturricada fica doce.

Palitos

Bata no liquidificador 100g de margarina com um copo de óleo, duas cebolas médias, um dente de alho, uma pitada de açúcar; uma colher de fermento químico em pó e uma xícara de leite. Passe para uma bacia e junte farinha de trigo quanto baste. Acerte sal e pimenta, amasse bastante e deixe descansar 15 minutos. Abra a massa, corte em tiras e torça para obter os palitinhos. Leve ao forno. Não é preciso untar a forma, essa massa tem mais gordura do que o juízo recomenda.

Frita

O Alexandre, dono da Baggio Pizzaria, disse para eu ir lá que a cozinheira me ensinaria a preparar umas cebolas fritas que são ótimas. Eles servem por cima de alguns tipos de pizza, mas aqui em casa o pessoal usa até no pão. Lendo receitas acho que encontrei a forma de preparar: corte cebolas em tiras finas, tempere com sal e deixe escorrendo durante uma hora. Seque com papel, passe na farinha de trigo, retire o excesso e doure em óleo.

Bolinho de cebola

Misture dois ovos com uma xícara de leite; duas cebolas médias picadas; salsa e cebolinha picadas; mais ou menos duas xícaras de farinha de trigo e sal. Misture bem e forme bolinhos ou croquetes e frite em óleo.

Pastas

Sopa creme de cebola misturada com creme de leite e queijo ralado rende um patê saboroso. Outra pastinha das boas pode ser feita misturando requeijão com cebola ralada, parmesão ralado e um pouco de azeite.

Bloomin´ Onion Bread

É uma flor (bloom) de pão e na maioria das receitas não encontrei onion (cebola), talvez seja uma referência, pela semelhança, à cebola em pétalas do Outback. Corte um pão italiano em pétalas, fazendo cortes em xadrez, sem ir até embaixo, evitando separar os pedaços. Coloque queijo nos cortes, cebolinha verde picada e o que mais achar que fica bom. Regue com manteiga derretida, enrole em alumínio e leve ao forno a 180 graus durante 15 minutos. Tire o alumínio e asse mais 10 minutos. Acho que com aquele pão italiano redondo da Tuti´s deve ficar bom.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Aprenda receitas diferentes com cebola

Sexta, 19/8/2016 14:00.

Por Waldemar Cezar Neto

Cebola é comida, remédio e serve também para afastar Boitatá, Saci-Pererê e Freddy Krueger. A origem é incerta e seu consumo, disseminado pelo planeta, se perde nos tempos. Li num texto da Embrapa que a cebola é a segunda hortaliça em importância econômica, compondo o trio vencedor ao lado dos tomates e das batatas. Imagino que a maioria das pessoas nunca viu cebola na lavoura, só no supermercado, mas se quiser ver é fácil porque Santa Catarina é o maior produtor nacional e Ituporanga, a Terra da Cebola, fica a três horas aqui de Balneário Camboriú.

O cortador

Sempre fiquei imaginando como o pessoal do Outback corta a cebola em pétalas perfeitas para fazer aquele cebolão empanado e frito. Fui procurar e encontrei em lojas da internet a ferramenta denominada “blooming onion cutter”, uma guia de plástico ou metal para cortar cebolas, com preço em torno de R$ 40,00. Após cortar, sem ir com a faca até embaixo, coloque a cebola em água gelada para abrir as pétalas. Escorra bem e empane passando duas vezes no ovo e no trigo. Frite por imersão. No Outback a cebola é servida com um molho apimentado que é feito mais ou menos assim: misture meia xícara de maionese com uma colher de catchup; duas colheres de raiz forte ralada; uma pitada de páprica, de sal, de orégano e de pimenta moída. Se quiser, use pimentas secas mais fortes.

Caramelo

De uns tempos para cá cebola caramelada passou a fazer parte dos hamburguers oferecidos por aí. É fácil de fazer, corte a cebola ao meio e depois em fatias. Ou pique como se fosse para colocar no feijão. Coloque aos poucos na frigideira para dar tempo da água evaporar (cebola é 90% água). Quando secar junte azeite e manteiga para dourar bem e ao final, se quiser, acrescente um pouco de açúcar mascavo. Conforme o tempo de fogo a cebola muda de cor, textura e sabor. Quando bem esturricada fica doce.

Palitos

Bata no liquidificador 100g de margarina com um copo de óleo, duas cebolas médias, um dente de alho, uma pitada de açúcar; uma colher de fermento químico em pó e uma xícara de leite. Passe para uma bacia e junte farinha de trigo quanto baste. Acerte sal e pimenta, amasse bastante e deixe descansar 15 minutos. Abra a massa, corte em tiras e torça para obter os palitinhos. Leve ao forno. Não é preciso untar a forma, essa massa tem mais gordura do que o juízo recomenda.

Frita

O Alexandre, dono da Baggio Pizzaria, disse para eu ir lá que a cozinheira me ensinaria a preparar umas cebolas fritas que são ótimas. Eles servem por cima de alguns tipos de pizza, mas aqui em casa o pessoal usa até no pão. Lendo receitas acho que encontrei a forma de preparar: corte cebolas em tiras finas, tempere com sal e deixe escorrendo durante uma hora. Seque com papel, passe na farinha de trigo, retire o excesso e doure em óleo.

Bolinho de cebola

Misture dois ovos com uma xícara de leite; duas cebolas médias picadas; salsa e cebolinha picadas; mais ou menos duas xícaras de farinha de trigo e sal. Misture bem e forme bolinhos ou croquetes e frite em óleo.

Pastas

Sopa creme de cebola misturada com creme de leite e queijo ralado rende um patê saboroso. Outra pastinha das boas pode ser feita misturando requeijão com cebola ralada, parmesão ralado e um pouco de azeite.

Bloomin´ Onion Bread

É uma flor (bloom) de pão e na maioria das receitas não encontrei onion (cebola), talvez seja uma referência, pela semelhança, à cebola em pétalas do Outback. Corte um pão italiano em pétalas, fazendo cortes em xadrez, sem ir até embaixo, evitando separar os pedaços. Coloque queijo nos cortes, cebolinha verde picada e o que mais achar que fica bom. Regue com manteiga derretida, enrole em alumínio e leve ao forno a 180 graus durante 15 minutos. Tire o alumínio e asse mais 10 minutos. Acho que com aquele pão italiano redondo da Tuti´s deve ficar bom.

Publicidade

Publicidade