Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Turismo
Balneário Camboríu terá cursos com chefes italianos para certificação em Dieta Mediterrânea

Sábado, 20/6/2020 17:06.
FDM.org

Publicidade

(Vizzotto Comunicação) - Requinte, frescor e saúde. A culinária mediterrânea ganha cada vez mais espaço porque nunca se prestou tanta atenção ao que se leva ao prato e à mesa. Capaz de agradar ao paladar dos amantes da boa gastronomia, a comida mediterrânea é rica em gorduras saudáveis e sabores inigualáveis, numa combinação que em breve deve aterrissar com maestria nos melhores restaurantes de Balneário Camboriú. Isso porque o Sindisol firmou acordo de cooperação com a Província de Salermo, na Itália, famosa mundialmente por sua culinária. A parceria ainda leva a marca da Univali, através do Curso de Relações Internacionais, Abres (Associação de Bares e Restaurantes de Balneário Camboriú), Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú.

O acordo prevê cursos online com os melhores chefs italianos que atuam na região de Salermo. Todas as técnicas, dicas, estratégias e histórico da comida mediterrânea serão repassados pelos italianos aos empresários da gastronomia estabelecidos na cidade. A parceria prevê a vinda, em etapa posterior aos cursos e trocas online, de uma chef italiano a Balneário Camboriú para ministrar whorkshop aos chefs locais. Posteriormente, deve ocorrer a formação de uma comitiva brasileira para viajar à província em visita técnica. Ao final do processo, os restaurantes que completarem este ciclo de estudos e experiências receberão a “Certificação de Dieta Mediterrânea” indicando que aquele estabelecimento especializou-se nas técnicas para preparação de pratos desta culinária específica de alta qualidade.

O presidente do Sindisol, Isaac Pires, comenta que esta é, sem dúvida, uma parceria de muito sucesso. Segundo ele, é preciso trazer à cidade oportunidade para as empresas se qualificarem ainda mais e oferecerem diferenciais competitivos ao mercado. “A comida mediterrânea está muito em alta pela qualidade dos produtos que traz à mesa. Peixes, azeites, alguns grãos nobres enriquecem muito a dieta alimentar e revertem em ganhos expressivos à saúde. Combinado a tudo isso, ganhamos de presente sabores únicos, pois as receitas mediterrâneos são espetaculares”, enfatiza.

COZINHA LOCAL

Pires destaca um ponto importante da parceria. Todo o trabalho de implantação desta culinária em Balneário Camboriú estará focado em adaptá-la para o uso de produtos locais, desde os peixes e frutos do mar, até os vegetais que integram as receitas. “Não poderia ser diferente! Vivemos um momento de cooperação, que exige pensamento integrado e ações integradas, onde um sobe puxando o outro para cima, é assim que vamos vencer tudo isso que está acontecendo em nosso planeta. No momento que nossos restaurantes começarem a colocar nos cardápios estas receitas, nossos produtores locais terão mais uma oportunidade de negócios também”, comenta o presidente do Sindisol.

No momento, os dois países finalizam as tratativas burocráticas deste acordo de cooperação e, em breve, serão abertas as inscrições para os restaurantes associados participarem, com a posterior apresentação de todas as etapas que envolvem o cronograma de trabalho.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
FDM.org

Balneário Camboríu terá cursos com chefes italianos para certificação em Dieta Mediterrânea

Publicidade

Sábado, 20/6/2020 17:06.

(Vizzotto Comunicação) - Requinte, frescor e saúde. A culinária mediterrânea ganha cada vez mais espaço porque nunca se prestou tanta atenção ao que se leva ao prato e à mesa. Capaz de agradar ao paladar dos amantes da boa gastronomia, a comida mediterrânea é rica em gorduras saudáveis e sabores inigualáveis, numa combinação que em breve deve aterrissar com maestria nos melhores restaurantes de Balneário Camboriú. Isso porque o Sindisol firmou acordo de cooperação com a Província de Salermo, na Itália, famosa mundialmente por sua culinária. A parceria ainda leva a marca da Univali, através do Curso de Relações Internacionais, Abres (Associação de Bares e Restaurantes de Balneário Camboriú), Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú.

O acordo prevê cursos online com os melhores chefs italianos que atuam na região de Salermo. Todas as técnicas, dicas, estratégias e histórico da comida mediterrânea serão repassados pelos italianos aos empresários da gastronomia estabelecidos na cidade. A parceria prevê a vinda, em etapa posterior aos cursos e trocas online, de uma chef italiano a Balneário Camboriú para ministrar whorkshop aos chefs locais. Posteriormente, deve ocorrer a formação de uma comitiva brasileira para viajar à província em visita técnica. Ao final do processo, os restaurantes que completarem este ciclo de estudos e experiências receberão a “Certificação de Dieta Mediterrânea” indicando que aquele estabelecimento especializou-se nas técnicas para preparação de pratos desta culinária específica de alta qualidade.

O presidente do Sindisol, Isaac Pires, comenta que esta é, sem dúvida, uma parceria de muito sucesso. Segundo ele, é preciso trazer à cidade oportunidade para as empresas se qualificarem ainda mais e oferecerem diferenciais competitivos ao mercado. “A comida mediterrânea está muito em alta pela qualidade dos produtos que traz à mesa. Peixes, azeites, alguns grãos nobres enriquecem muito a dieta alimentar e revertem em ganhos expressivos à saúde. Combinado a tudo isso, ganhamos de presente sabores únicos, pois as receitas mediterrâneos são espetaculares”, enfatiza.

COZINHA LOCAL

Pires destaca um ponto importante da parceria. Todo o trabalho de implantação desta culinária em Balneário Camboriú estará focado em adaptá-la para o uso de produtos locais, desde os peixes e frutos do mar, até os vegetais que integram as receitas. “Não poderia ser diferente! Vivemos um momento de cooperação, que exige pensamento integrado e ações integradas, onde um sobe puxando o outro para cima, é assim que vamos vencer tudo isso que está acontecendo em nosso planeta. No momento que nossos restaurantes começarem a colocar nos cardápios estas receitas, nossos produtores locais terão mais uma oportunidade de negócios também”, comenta o presidente do Sindisol.

No momento, os dois países finalizam as tratativas burocráticas deste acordo de cooperação e, em breve, serão abertas as inscrições para os restaurantes associados participarem, com a posterior apresentação de todas as etapas que envolvem o cronograma de trabalho.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade