Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Hospital Ruth Cardoso em Balneário Camboriú lidera captação de órgãos no Estado

Segunda, 1/3/2021 19:40.
Divulgação/PMBC
O diretor com as enfermeiras da equipe apoiada pelos médicos Cesar, Pedro e Pablo

Publicidade

Pela segunda vez, Balneário Camboriú alcançou a liderança na captação de órgãos no Estado, segundo dados divulgados pela SC Transplantes, órgão responsável pela notificação, captação e distribuição de órgãos e tecidos em Santa Catarina.

Os números que levaram a esta liderança em 2020 são 33 notificações de morte encefálica, 24 entrevistas, 19 autorizações e 16 doações efetivas.

O Ruth Cardoso realiza captação de coração, fígado, rim, pâncreas, medula óssea, osso, pele, córnea e esclera do olho.

Equipe

O trabalho no hospital é desenvolvido por um grupo de profissionais de saúde, que faz toda a diferença, formado por seis enfermeiras com apoio integral dos médicos Cesar Meireles, Pedro Salomão e Pablo Richter.

Índices

Registro importante diz respeito ao índice que Balneário Camboriú conseguiu na aceitação da doação: é melhor que a média nacional, onde a negativa familiar para doação de órgãos foi de 43% em 2018. Para comparar, em janeiro deste ano, o Ruth Cardoso teve quatro diagnósticos de morte encefálica e nenhuma taxa de negativa familiar para doação de órgãos.

O maior índice de pacientes que entram em protocolo de morte encefálica são por Acidente Vascular Cerebral (AVC), correspondente a 70%, o restante é por Traumatismo Cranioencefálico e outras causas.

Mais diagnósticos

O diretor de enfermagem Ricardo Brodersen explicou que o Ruth Cardoso está fazendo mais diagnósticos e por isso conseguindo captar mais e ajudar a reduzir a fila de espera.

A doação de órgãos é uma decisão da família, ato assegurado pela Lei nº 9.434, de 4 fevereiro de 1997, que institui a legalidade sobre a remoção de órgãos, tecidos e partes do corpo humano para fins de transplantes e tratamento, caso seja de livre vontade e autorizado pelo doador ou familiar responsável.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/PMBC
O diretor com as enfermeiras da equipe apoiada pelos médicos Cesar, Pedro e Pablo
O diretor com as enfermeiras da equipe apoiada pelos médicos Cesar, Pedro e Pablo

Hospital Ruth Cardoso em Balneário Camboriú lidera captação de órgãos no Estado

Segunda, 1/3/2021 19:40.

Pela segunda vez, Balneário Camboriú alcançou a liderança na captação de órgãos no Estado, segundo dados divulgados pela SC Transplantes, órgão responsável pela notificação, captação e distribuição de órgãos e tecidos em Santa Catarina.

Os números que levaram a esta liderança em 2020 são 33 notificações de morte encefálica, 24 entrevistas, 19 autorizações e 16 doações efetivas.

O Ruth Cardoso realiza captação de coração, fígado, rim, pâncreas, medula óssea, osso, pele, córnea e esclera do olho.

Equipe

O trabalho no hospital é desenvolvido por um grupo de profissionais de saúde, que faz toda a diferença, formado por seis enfermeiras com apoio integral dos médicos Cesar Meireles, Pedro Salomão e Pablo Richter.

Índices

Registro importante diz respeito ao índice que Balneário Camboriú conseguiu na aceitação da doação: é melhor que a média nacional, onde a negativa familiar para doação de órgãos foi de 43% em 2018. Para comparar, em janeiro deste ano, o Ruth Cardoso teve quatro diagnósticos de morte encefálica e nenhuma taxa de negativa familiar para doação de órgãos.

O maior índice de pacientes que entram em protocolo de morte encefálica são por Acidente Vascular Cerebral (AVC), correspondente a 70%, o restante é por Traumatismo Cranioencefálico e outras causas.

Mais diagnósticos

O diretor de enfermagem Ricardo Brodersen explicou que o Ruth Cardoso está fazendo mais diagnósticos e por isso conseguindo captar mais e ajudar a reduzir a fila de espera.

A doação de órgãos é uma decisão da família, ato assegurado pela Lei nº 9.434, de 4 fevereiro de 1997, que institui a legalidade sobre a remoção de órgãos, tecidos e partes do corpo humano para fins de transplantes e tratamento, caso seja de livre vontade e autorizado pelo doador ou familiar responsável.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade