Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Balneário Camboriú iniciou o ano com 44 focos do mosquito Aedes aegipty

Mas até o momento nenhum caso de Dengue, Zika e Chikungunya

Segunda, 11/1/2021 15:49.

Publicidade

Balneário Camboriú iniciou o ano com 44 focos do mosquito Aedes aegipty. Mas até o momento nenhum caso de Dengue, Zika e Chikungunya foi registrado no município.

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti, disse que o Programa de Combate a Dengue encerrou 2020 com 1315 focos do mosquito, dos quais 210 casos autóctones, 54 indeterminados, 2 importados e 1 importado Chikungunya.

Os números são gerados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE-SC) ano a ano. A DIVE registra os dados de cada município de 1 a 30 de dezembro, relatando quantos focos e quantos casos aconteceram naquele ano. Em janeiro os números são gerados e inicia todo o processo novamente.

Os agentes do programa local seguem fazendo visitas domiciliares (estão seguindo todos os protocolos), para orientar a população sobre os cuidados que todos devem ter, principalmente eliminando poças de água, no pátio, quintal, calçadas.

“Devido as fortes chuvas que vem ocorrendo, é muito importante que a população redobre os cuidados com a Dengue, Zika e Chikungunya”, orientou Eliane.

Cuidados em casa/apartamento

  • Tampar tonéis e caixas d’água;
  • Manter as calhas sempre limpas;
  • Deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  • Manter lixeiras bem tampadas;
  • Deixar ralos limpos e com aplicação de tela;
  • Limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia;
  • Limpar com escova ou bucha os potes de água para animais;
  • Retirar água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Area externa/condomínios

  • Cobrir e realizar manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  • Limpar ralos e canaletas externas;
  • Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  • Deixar lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
  • Verificar instalações de salão de festas, banheiros e copa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Balneário Camboriú iniciou o ano com 44 focos do mosquito Aedes aegipty

Mas até o momento nenhum caso de Dengue, Zika e Chikungunya

Segunda, 11/1/2021 15:49.

Balneário Camboriú iniciou o ano com 44 focos do mosquito Aedes aegipty. Mas até o momento nenhum caso de Dengue, Zika e Chikungunya foi registrado no município.

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti, disse que o Programa de Combate a Dengue encerrou 2020 com 1315 focos do mosquito, dos quais 210 casos autóctones, 54 indeterminados, 2 importados e 1 importado Chikungunya.

Os números são gerados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE-SC) ano a ano. A DIVE registra os dados de cada município de 1 a 30 de dezembro, relatando quantos focos e quantos casos aconteceram naquele ano. Em janeiro os números são gerados e inicia todo o processo novamente.

Os agentes do programa local seguem fazendo visitas domiciliares (estão seguindo todos os protocolos), para orientar a população sobre os cuidados que todos devem ter, principalmente eliminando poças de água, no pátio, quintal, calçadas.

“Devido as fortes chuvas que vem ocorrendo, é muito importante que a população redobre os cuidados com a Dengue, Zika e Chikungunya”, orientou Eliane.

Cuidados em casa/apartamento

  • Tampar tonéis e caixas d’água;
  • Manter as calhas sempre limpas;
  • Deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  • Manter lixeiras bem tampadas;
  • Deixar ralos limpos e com aplicação de tela;
  • Limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia;
  • Limpar com escova ou bucha os potes de água para animais;
  • Retirar água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Area externa/condomínios

  • Cobrir e realizar manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  • Limpar ralos e canaletas externas;
  • Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  • Deixar lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
  • Verificar instalações de salão de festas, banheiros e copa.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade