Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Na capital o prefeito de Florianópolis prorrogou a quarentena até 8 de abril

“É uma medida impopular e sei que vou ser criticado por muitos... "

Sexta, 27/3/2020 16:40.

Publicidade

Gean Loureiro reforçou na tarde dessa sexta-feira (27) que a capital de Santa Catarina continua em quarentena, agora prorrogada até o dia 8 de abril.

No decreto que será publicado logo mais o prefeito promete reforçar que somente os serviços essenciais estão autorizados a abrir ao público. Seguindo instruções de atendimento.

“Todos nós sabemos que somente o isolamento não é a cura para o mal que nos assola. Precisamos vencer o vírus com estratégia. E, nesse momento, suspender a quarentena não é melhor estratégia”, disse o prefeito.

Para complementar a decisão Gean diz que ao final da quarentena se estiver errado será criticado e que está pronto para isso.

“É uma medida impopular e sei que vou ser criticado por muitos. Mas sei da minha responsabilidade por 500 mil vidas e vou seguir o que nossa equipe de inteligência e saúde está orientando como o mais correto”, explicou o prefeito.

Video:


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Na capital o prefeito de Florianópolis prorrogou a quarentena até 8 de abril

“É uma medida impopular e sei que vou ser criticado por muitos... "

Publicidade

Sexta, 27/3/2020 16:40.

Gean Loureiro reforçou na tarde dessa sexta-feira (27) que a capital de Santa Catarina continua em quarentena, agora prorrogada até o dia 8 de abril.

No decreto que será publicado logo mais o prefeito promete reforçar que somente os serviços essenciais estão autorizados a abrir ao público. Seguindo instruções de atendimento.

“Todos nós sabemos que somente o isolamento não é a cura para o mal que nos assola. Precisamos vencer o vírus com estratégia. E, nesse momento, suspender a quarentena não é melhor estratégia”, disse o prefeito.

Para complementar a decisão Gean diz que ao final da quarentena se estiver errado será criticado e que está pronto para isso.

“É uma medida impopular e sei que vou ser criticado por muitos. Mas sei da minha responsabilidade por 500 mil vidas e vou seguir o que nossa equipe de inteligência e saúde está orientando como o mais correto”, explicou o prefeito.

Video:


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade