Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Isolamento social por causa do Covid-19 tende a ser por período mais longo

Prazos dos decretos de isolamento vencem na terça-feira

Sexta, 20/3/2020 8:01.
Waldemar Cezar Neto
Praça Tamandaré vazia na manhã desta sexta-feira.

Publicidade

Os decretos do governador de Santa Catarina, do prefeito de Balneário Camboriú e de outros prefeitos forçando o isolamento social foram emitidos com prazo de sete dias, mas provavelmente serão prorrogados, pois o período de incubação do Covid-19 no organismo humano é de 14 dias.

Enquanto houver novos casos suspeitos ou confirmados surgindo a todo momento, é uma temeridade cancelar as medidas de isolamento social pois este é o único “remédio” para combater a doença e evitar que os limitados serviços de saúde entrem em colapso.

O sistema público de saúde não tem estrutura para atender a demanda normal -por exemplo o Hospital Ruth Cardoso seguidamente fechas as portas por exaurir sua capacidade- e pacientes de Covid-19 exigem internações de longo tempo em UTI, por isso é preciso bloquear fisicamente a transmissão da doença.

No final desta quinta-feira (19) a região tinha 425 casos suspeitos. Balneário Camboriú duplicou os casos confirmados para 4 de um dia para outro, permanecendo com 57 suspeitos.

Em Santa Catarina a quantidade de pacientes confirmados triplicou para 21 em apenas 72 horas; no sul do Estado a transmissão era comunitária, sem possibilidade de identificar a origem, portanto é evidente que dentro de quatro dias, quando vencem os decretos, o panorama não sofrerá alteração significativa.

Isso aumentará extraordinariamente os problemas, em especial os econômicos, portanto é hora dos governos municipais, sufocados pela necessidade de enfrentar algo que nunca enfrentaram antes, passarem a se preocupar também com as famílias de menores recursos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Waldemar Cezar Neto
Praça Tamandaré vazia na manhã desta sexta-feira.
Praça Tamandaré vazia na manhã desta sexta-feira.

Isolamento social por causa do Covid-19 tende a ser por período mais longo

Prazos dos decretos de isolamento vencem na terça-feira

Publicidade

Sexta, 20/3/2020 8:01.

Os decretos do governador de Santa Catarina, do prefeito de Balneário Camboriú e de outros prefeitos forçando o isolamento social foram emitidos com prazo de sete dias, mas provavelmente serão prorrogados, pois o período de incubação do Covid-19 no organismo humano é de 14 dias.

Enquanto houver novos casos suspeitos ou confirmados surgindo a todo momento, é uma temeridade cancelar as medidas de isolamento social pois este é o único “remédio” para combater a doença e evitar que os limitados serviços de saúde entrem em colapso.

O sistema público de saúde não tem estrutura para atender a demanda normal -por exemplo o Hospital Ruth Cardoso seguidamente fechas as portas por exaurir sua capacidade- e pacientes de Covid-19 exigem internações de longo tempo em UTI, por isso é preciso bloquear fisicamente a transmissão da doença.

No final desta quinta-feira (19) a região tinha 425 casos suspeitos. Balneário Camboriú duplicou os casos confirmados para 4 de um dia para outro, permanecendo com 57 suspeitos.

Em Santa Catarina a quantidade de pacientes confirmados triplicou para 21 em apenas 72 horas; no sul do Estado a transmissão era comunitária, sem possibilidade de identificar a origem, portanto é evidente que dentro de quatro dias, quando vencem os decretos, o panorama não sofrerá alteração significativa.

Isso aumentará extraordinariamente os problemas, em especial os econômicos, portanto é hora dos governos municipais, sufocados pela necessidade de enfrentar algo que nunca enfrentaram antes, passarem a se preocupar também com as famílias de menores recursos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade