Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Onze brasileiros que estiveram com Bolsonaro nos EUA têm coronavírus

Segunda, 16/3/2020 7:21.

Publicidade

Jussara Soares
Onze pessoas que estiveram na comitiva brasileira com o presidente Jair Bolsonaro nos Estados Unidos estão com coronavírus. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) confirmou na noite deste domingo, 15, que quatro integrantes da equipe de apoio do voo que levou os Estados Unidos, na semana passada, possuem resultado positivo para a doença. O Ministério das Relações Exteriores também confirmou que chefe do cerimonial do Itamaraty, Alan Coelho de Séllos, também está infectado com a covid-19.

Com as novas confirmações sobe para 11 o número de infectados no grupo que acompanhou Bolsonaro na viagem à Flórida. Além dos 11 brasileiros, o prefeito de Miami, Francis Suarez, que recepcionou a comitiva brasileira também está com a covid-19.

Segundo a nota divulgada pelo GSI, as quatro pessoas que testaram positivo estão assintomática e ficarão em isolamento em casa por 14 dias. Os exames foram colhidos na última sexta e encaminhados para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, no sábado.

"Os demais componentes, cujos testes apresentaram resultados negativos, continuarão no auto-isolamento, cumprindo o protocolo determinado pelas autoridades sanitárias", informa a nota.

Neste domingo, o Bolsonaro, que estava no voo, descumpriu a determinação de isolamento e participou de ato pró-governo. O presidente cumprimentou com a mão manifestantes e tirou fotos. Ele testou negativo para coronavírus, mas terá que refazer o exame.

Entre as pessoas tiveram resultado positivo para coronavírus estão o secretário de Comunicação, Fabio Wajngarten, e o seu adjunto Samy Liberman, além do encarregado de Negócios do Brasil nos Estados Unidos, o embaixador Nestor Forster e o senador Nelsinho Trad (PTB-MS). Também confirmaram diagnóstico a advogada Karina Kufa e o publicitário Sérgio Lima, respectivamente tesoureira e marqueteiro do Aliança do Brasil, que viajaram em voo comercial para os Estados Unidos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Onze brasileiros que estiveram com Bolsonaro nos EUA têm coronavírus

Publicidade

Segunda, 16/3/2020 7:21.

Jussara Soares
Onze pessoas que estiveram na comitiva brasileira com o presidente Jair Bolsonaro nos Estados Unidos estão com coronavírus. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) confirmou na noite deste domingo, 15, que quatro integrantes da equipe de apoio do voo que levou os Estados Unidos, na semana passada, possuem resultado positivo para a doença. O Ministério das Relações Exteriores também confirmou que chefe do cerimonial do Itamaraty, Alan Coelho de Séllos, também está infectado com a covid-19.

Com as novas confirmações sobe para 11 o número de infectados no grupo que acompanhou Bolsonaro na viagem à Flórida. Além dos 11 brasileiros, o prefeito de Miami, Francis Suarez, que recepcionou a comitiva brasileira também está com a covid-19.

Segundo a nota divulgada pelo GSI, as quatro pessoas que testaram positivo estão assintomática e ficarão em isolamento em casa por 14 dias. Os exames foram colhidos na última sexta e encaminhados para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, no sábado.

"Os demais componentes, cujos testes apresentaram resultados negativos, continuarão no auto-isolamento, cumprindo o protocolo determinado pelas autoridades sanitárias", informa a nota.

Neste domingo, o Bolsonaro, que estava no voo, descumpriu a determinação de isolamento e participou de ato pró-governo. O presidente cumprimentou com a mão manifestantes e tirou fotos. Ele testou negativo para coronavírus, mas terá que refazer o exame.

Entre as pessoas tiveram resultado positivo para coronavírus estão o secretário de Comunicação, Fabio Wajngarten, e o seu adjunto Samy Liberman, além do encarregado de Negócios do Brasil nos Estados Unidos, o embaixador Nestor Forster e o senador Nelsinho Trad (PTB-MS). Também confirmaram diagnóstico a advogada Karina Kufa e o publicitário Sérgio Lima, respectivamente tesoureira e marqueteiro do Aliança do Brasil, que viajaram em voo comercial para os Estados Unidos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade