Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Voluntário recebe 1ª dose de candidata à vacina desenvolvida na Inglaterra

Reino Unido investiu 41 milhões de libras na pesquisa

Terça, 23/6/2020 16:55.
Thomas Angus/Imperial College London
Testes de vacina contra a Covid-19 do Imperial College London

Publicidade

Por Eduardo Gayer

A equipe do Imperial College of London aplicou nesta terça-feira, 23, uma dose da candidata à vacina contra a covid-19 no primeiro voluntário da pesquisa, cujo nome não foi divulgado. Uma segunda dose deve ser aplicada no mesmo paciente dentro de quatro semanas no mesmo paciente, e outras 300 pessoas devem receber a primeira dose nos próximos dias.

A substância em teste já passou pelas etapas pré-clínicas, consideradas como protocolos de segurança, e pelos estudos com animais.

Nos dois casos, houve produção de resposta imune - ou seja, a criação de anticorpos - considerada segura pelos cientistas. "Atingimos um marco significativo neste estudo inovador, ao aplicarmos a primeira dose de uma vacina de RNA para covid-19, diz Katrina Pollock, cientista-chefe da pesquisa.

O governo do Reino Unido já investiu 41 milhões de libras esterlinas na pesquisa do Imperial College of London em parceria com a VacEquity Global Health. Outras 5 milhões de libras foram doadas pela população e por instituições.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Thomas Angus/Imperial College London
Testes de vacina contra a Covid-19 do Imperial College London
Testes de vacina contra a Covid-19 do Imperial College London

Voluntário recebe 1ª dose de candidata à vacina desenvolvida na Inglaterra

Reino Unido investiu 41 milhões de libras na pesquisa

Publicidade

Terça, 23/6/2020 16:55.
Por Eduardo Gayer

A equipe do Imperial College of London aplicou nesta terça-feira, 23, uma dose da candidata à vacina contra a covid-19 no primeiro voluntário da pesquisa, cujo nome não foi divulgado. Uma segunda dose deve ser aplicada no mesmo paciente dentro de quatro semanas no mesmo paciente, e outras 300 pessoas devem receber a primeira dose nos próximos dias.

A substância em teste já passou pelas etapas pré-clínicas, consideradas como protocolos de segurança, e pelos estudos com animais.

Nos dois casos, houve produção de resposta imune - ou seja, a criação de anticorpos - considerada segura pelos cientistas. "Atingimos um marco significativo neste estudo inovador, ao aplicarmos a primeira dose de uma vacina de RNA para covid-19, diz Katrina Pollock, cientista-chefe da pesquisa.

O governo do Reino Unido já investiu 41 milhões de libras esterlinas na pesquisa do Imperial College of London em parceria com a VacEquity Global Health. Outras 5 milhões de libras foram doadas pela população e por instituições.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade