Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Balneário Camboriú tem 710 focos do Aedes aegypti, 217 casos confirmados e 173 contraídos no município

Terça, 16/6/2020 13:27.

Publicidade

Balneário Camboriú está entre os 103 municípios catarinenses considerados infestados pela dengue e os números não páram de crescer. O Programa Municipal de Combate à Dengue registrou 710 focos do mosquito Aedes Aegypti até segunda-feira (15); 217 casos de dengue, dos quais 173 autóctones (contraídos no município), 43 indeterminados e dois casos importados (contraídos em outro município).

O maior número de focos é o Centro, com 203. Foram registrados focos também nos bairros Nações (74), Ariribá (54), Nova Esperança (52), Barra (47), Estados (44), Municípios (36), Amores (33), Vila Real (29) e Pioneiros (22).

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti diz que a expectativa é frear os números com a chegada inverno, dias mais frios inibem a proliferação. Mas ela acrescenta que mudar o cenário depende muito da colaboração de todos.

“É muito importante que os moradores ajudem a eliminar os criadouros do mosquito, sempre vistoriando locais com acúmulo de água, porque são os preferidos da fêmea para depositar seus ovos”, disse.

Outro pedido constante é que as pessoas recebam os agentes do Programa Municipal em suas casas. Eles se limitam a vistoriar áreas externas e estão equipados contra a Covid-19.

Esta semana os agentes estão visitando imóveis e terrenos nos bairros Amores, Centro e Pioneiros.

Os agentes de combate às endemias também visitam os pacientes com casos positivos e suspeitos para a dengue, além de atender as denúncias de locais inapropriados realizadas à Ouvidoria Municipal, pelos telefones (47) 3267-7024, 0800 644 3388 ou whatsapp (47) 99982-1979.

O que fazer

  • Colocar areia nos pratos das plantas ou deixar sem pratos;
  • Manter piscinas limpas o ano todo;
  • Telar os ralos;
  • Recolher e acondicionar o lixo em local coberto;
  • Caixas d´água, calhas, cisternas e reservatórios devem estar limpos e ser mantidos fechados.

Informações - Secretaria de Saúde - (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Balneário Camboriú tem 710 focos do Aedes aegypti, 217 casos confirmados e 173 contraídos no município

Publicidade

Terça, 16/6/2020 13:27.

Balneário Camboriú está entre os 103 municípios catarinenses considerados infestados pela dengue e os números não páram de crescer. O Programa Municipal de Combate à Dengue registrou 710 focos do mosquito Aedes Aegypti até segunda-feira (15); 217 casos de dengue, dos quais 173 autóctones (contraídos no município), 43 indeterminados e dois casos importados (contraídos em outro município).

O maior número de focos é o Centro, com 203. Foram registrados focos também nos bairros Nações (74), Ariribá (54), Nova Esperança (52), Barra (47), Estados (44), Municípios (36), Amores (33), Vila Real (29) e Pioneiros (22).

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti diz que a expectativa é frear os números com a chegada inverno, dias mais frios inibem a proliferação. Mas ela acrescenta que mudar o cenário depende muito da colaboração de todos.

“É muito importante que os moradores ajudem a eliminar os criadouros do mosquito, sempre vistoriando locais com acúmulo de água, porque são os preferidos da fêmea para depositar seus ovos”, disse.

Outro pedido constante é que as pessoas recebam os agentes do Programa Municipal em suas casas. Eles se limitam a vistoriar áreas externas e estão equipados contra a Covid-19.

Esta semana os agentes estão visitando imóveis e terrenos nos bairros Amores, Centro e Pioneiros.

Os agentes de combate às endemias também visitam os pacientes com casos positivos e suspeitos para a dengue, além de atender as denúncias de locais inapropriados realizadas à Ouvidoria Municipal, pelos telefones (47) 3267-7024, 0800 644 3388 ou whatsapp (47) 99982-1979.

O que fazer

  • Colocar areia nos pratos das plantas ou deixar sem pratos;
  • Manter piscinas limpas o ano todo;
  • Telar os ralos;
  • Recolher e acondicionar o lixo em local coberto;
  • Caixas d´água, calhas, cisternas e reservatórios devem estar limpos e ser mantidos fechados.

Informações - Secretaria de Saúde - (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade