Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Sem apoio do Governo do Estado, região da Amfri se encaminha para lockdown

Prefeitos devem se reunir nesta segunda-feira para discutir providências

Segunda, 15/6/2020 6:21.
Ed Jr.
Hospital Ruth Cardoso não tem estrutura para uma escalada da doença.

Publicidade

Os prefeitos de Itajaí, Volnei Morastoni, e de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, promoveram reuniões de emergência neste domingo, após constatarem que as projeções do Governo do Estado para óbitos por covid-19 estão se concretizando e que existe a expectativa de mais uma centena de óbitos na região nas próximas três semanas.

A região da Amfri é a mais preocupante no Estado neste momento. Estatística produzida pelo Página 3, na manhã desta segunda-feira, com os dados mais recentes nos portais das prefeituras, mostramItajaí, Navegantes, Balneário Camboriú e Camboriú entre as cinco cidades catarinenses de maior porte com mais casos da doença e/ou óbitos por habitante.

Nesta segunda-feira haverá reunião dos prefeitos da Amfri para discutir a situação que é grave porque as promessas do Governo do Estado não se concretizam e a região não tem recursos médico-hospitalares para lidar com uma escalada da doença.

O Página 3 apurou que a ideia é pressionar o governador Carlos Moisés para obter mais algumas dezenas de leitos de UTI no Hospital Marieta, em Itajaí, e que o Estado ajude financeiramente o Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú.

Esses são os únicos dois hospitais públicos para tratar covid-19 numa região que tem 11 cidades e se eles não forem aparelhados para enfrentar a pandemia os prefeitos serão obrigados a decretar isolamento social rígido.


ÓBITOS/HABITANTE

CASOS/HABITANTE


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Ed Jr.
Hospital Ruth Cardoso não tem estrutura para uma escalada da doença.
Hospital Ruth Cardoso não tem estrutura para uma escalada da doença.

Sem apoio do Governo do Estado, região da Amfri se encaminha para lockdown

Prefeitos devem se reunir nesta segunda-feira para discutir providências

Publicidade

Segunda, 15/6/2020 6:21.

Os prefeitos de Itajaí, Volnei Morastoni, e de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, promoveram reuniões de emergência neste domingo, após constatarem que as projeções do Governo do Estado para óbitos por covid-19 estão se concretizando e que existe a expectativa de mais uma centena de óbitos na região nas próximas três semanas.

A região da Amfri é a mais preocupante no Estado neste momento. Estatística produzida pelo Página 3, na manhã desta segunda-feira, com os dados mais recentes nos portais das prefeituras, mostramItajaí, Navegantes, Balneário Camboriú e Camboriú entre as cinco cidades catarinenses de maior porte com mais casos da doença e/ou óbitos por habitante.

Nesta segunda-feira haverá reunião dos prefeitos da Amfri para discutir a situação que é grave porque as promessas do Governo do Estado não se concretizam e a região não tem recursos médico-hospitalares para lidar com uma escalada da doença.

O Página 3 apurou que a ideia é pressionar o governador Carlos Moisés para obter mais algumas dezenas de leitos de UTI no Hospital Marieta, em Itajaí, e que o Estado ajude financeiramente o Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú.

Esses são os únicos dois hospitais públicos para tratar covid-19 numa região que tem 11 cidades e se eles não forem aparelhados para enfrentar a pandemia os prefeitos serão obrigados a decretar isolamento social rígido.


ÓBITOS/HABITANTE

CASOS/HABITANTE


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade