Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
‘Todos pelo menino Davi’ quer arrecadar 15 mil reais

Quinta, 23/1/2020 11:09.
Divulgação
Davi

Publicidade

Uma campanha online, através do site vakinha.com.br está buscando recursos para ajudar o pequeno Davi, que atualmente mora em Balneário Camboriú. O menino tem paralisia cerebral distonica e epilepsia, com comprometimento motor e movimentos involuntários.

Davi faz uso de sonda para se alimentar, pois ainda não consegue comer alimentos sólidos, além de tomar três anticonvulsivos diariamente.

A mãe Joana da Silva parou de trabalhar para se dedicar aos cuidados com o filho e junto com o marido, lutam para dar a ele o melhor tratamento possível. A família está arrecadando 15 mil reais e conta com a ajuda da comunidade.

O menino precisa de tratamento multidisciplinar que envolve fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudióloga e idas a médicos especialistas como neurologista, gastrologista e pediatra.

“O Davi vinha sendo muito bem assistido quando tínhamos um plano de saúde da Agemed, porém, quando a empresa faliu ficamos sem assistência alguma. A Unimed se recusa a negociar um plano para meu filho e um dos objetivos com a vaquinha é conseguir um advogado que possa nos ajudar nesse impasse, pois o Davi vem regredindo muito desde que paramos os tratamentos”, explica Joana.

Sua ajuda pode mudar o futuro deste guerreiro. Colabore nesse link, clique aqui.


Fonte: Agência A Assessoria de Imprensa


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Davi
Davi

‘Todos pelo menino Davi’ quer arrecadar 15 mil reais

Publicidade

Quinta, 23/1/2020 11:09.

Uma campanha online, através do site vakinha.com.br está buscando recursos para ajudar o pequeno Davi, que atualmente mora em Balneário Camboriú. O menino tem paralisia cerebral distonica e epilepsia, com comprometimento motor e movimentos involuntários.

Davi faz uso de sonda para se alimentar, pois ainda não consegue comer alimentos sólidos, além de tomar três anticonvulsivos diariamente.

A mãe Joana da Silva parou de trabalhar para se dedicar aos cuidados com o filho e junto com o marido, lutam para dar a ele o melhor tratamento possível. A família está arrecadando 15 mil reais e conta com a ajuda da comunidade.

O menino precisa de tratamento multidisciplinar que envolve fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudióloga e idas a médicos especialistas como neurologista, gastrologista e pediatra.

“O Davi vinha sendo muito bem assistido quando tínhamos um plano de saúde da Agemed, porém, quando a empresa faliu ficamos sem assistência alguma. A Unimed se recusa a negociar um plano para meu filho e um dos objetivos com a vaquinha é conseguir um advogado que possa nos ajudar nesse impasse, pois o Davi vem regredindo muito desde que paramos os tratamentos”, explica Joana.

Sua ajuda pode mudar o futuro deste guerreiro. Colabore nesse link, clique aqui.


Fonte: Agência A Assessoria de Imprensa


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade