Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Prefeitura intensifica combate à dengue, mas pede ajuda da população

Segunda, 17/2/2020 13:47.
Divulgação/PMBC

Publicidade

O programa de combate a dengue da secretaria de Saúde colocou 60 agentes para novo ciclo de visitação domiciliar a partir desta segunda-feira (17), porque o número de focos aumentou (250 positivos) e um paciente autóctone (que contraiu dengue dentro do municipio). No sábado, a equipe estava a postos na praça Tamandaré participando do Dia D da campanha nacional de vacinação contra sarampo, que também aproveitou para imunizar contra febre amarela, já que o vírus está circulando no Estado.

Das 8h às 17h, foram aplicadas 2.331 doses das vacinas, alcançando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. No postinho da praia foram feitas 61 vacinas.

A secretária da Saúde, Andressa Hadad informou que as vacinas continuam à disposição da população em todas as unidades do municipio.

Dengue

A secretária pediu ajuda à população para controlar a proliferação do mosquito vetor da dengue e outras doenças.

“A partir desta segunda-feira (17), estaremos com 60 agentes endêmicos para ajudar na questão da dengue, porém a população também tem que contribuir na limpeza das casas e terrenos”, pediu.

A responsável pelo programa da dengue, Eliane Guedes Casatti disse que os agentes estarão nos bairros Nações, Pioneiros, Amores e Centro informando e orientando sobre o Aedes aegypti.

Nos últimos dias a redação recebeu ligações perguntando por que tem tanto mosquito na cidade. Eliane disse que o clima é um dos motivos.

“Este ano choveu mais no verão somado ao calor e ao descuido da população gerou-se esses mosquitos. Por isso pedimos a toda população que cuidem de suas casas eliminando todos os criadouros de mosquitos. Mantendo piscinas limpas, ralos telados, caixa d'água limpa e fechada. Calhas limpas. Potes de água dos animais, escovados duas vezes por semana e vasos sem pratos de planta, onde os agentes têm encontrado muitas larvas do Aedes Aegypti”, acrescentou.

Informações - secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

Prefeitura intensifica combate à dengue, mas pede ajuda da população

Publicidade

Segunda, 17/2/2020 13:47.

O programa de combate a dengue da secretaria de Saúde colocou 60 agentes para novo ciclo de visitação domiciliar a partir desta segunda-feira (17), porque o número de focos aumentou (250 positivos) e um paciente autóctone (que contraiu dengue dentro do municipio). No sábado, a equipe estava a postos na praça Tamandaré participando do Dia D da campanha nacional de vacinação contra sarampo, que também aproveitou para imunizar contra febre amarela, já que o vírus está circulando no Estado.

Das 8h às 17h, foram aplicadas 2.331 doses das vacinas, alcançando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. No postinho da praia foram feitas 61 vacinas.

A secretária da Saúde, Andressa Hadad informou que as vacinas continuam à disposição da população em todas as unidades do municipio.

Dengue

A secretária pediu ajuda à população para controlar a proliferação do mosquito vetor da dengue e outras doenças.

“A partir desta segunda-feira (17), estaremos com 60 agentes endêmicos para ajudar na questão da dengue, porém a população também tem que contribuir na limpeza das casas e terrenos”, pediu.

A responsável pelo programa da dengue, Eliane Guedes Casatti disse que os agentes estarão nos bairros Nações, Pioneiros, Amores e Centro informando e orientando sobre o Aedes aegypti.

Nos últimos dias a redação recebeu ligações perguntando por que tem tanto mosquito na cidade. Eliane disse que o clima é um dos motivos.

“Este ano choveu mais no verão somado ao calor e ao descuido da população gerou-se esses mosquitos. Por isso pedimos a toda população que cuidem de suas casas eliminando todos os criadouros de mosquitos. Mantendo piscinas limpas, ralos telados, caixa d'água limpa e fechada. Calhas limpas. Potes de água dos animais, escovados duas vezes por semana e vasos sem pratos de planta, onde os agentes têm encontrado muitas larvas do Aedes Aegypti”, acrescentou.

Informações - secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade