Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Prefeito-médico de Camboriú tem melhores resultados que prefeito-médico de Itajaí

A bilionária Itajaí tem piores resultados no enfrentamento à doença que a carente Camboriú

Sábado, 8/8/2020 12:33.
Divulgação PMC.
O prefeito Élcio e o modesto centro de triagem de covid em Camboriú. Resultados melhores que Itajaí.

Publicidade

O orçamento que um administra é quase R$ 2 bilhões; o do outro é menos de R$ 240 milhões; os dois são médicos; um quase não se ouve falar, o outro não sai da mídia com suas soluções exóticas, mas quando chega na hora dos números o que trabalha quieto, o prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, mostra melhor resultado no enfrentamento da pandemia que seu colega falador de Itajaí, Volnei Morastoni.

O orçamento de Élcio é R$ 2.786,00 por habitante por ano, o de Morastoni R$ 8,219,00 e talvez por isto o mais rico continue gastando dinheiro público em soluções não referendadas pela ciência como aplicar ozônio no reto dos seus concidadãos.

Antes do ozônio, anunciado nesta semana, Morastoni distribuiu maciçamente ivermectina e homeopatia, continuando a se jactar, apesar dos resultados que colocam Itajaí com mais mortes do que cidades maiores como Florianópolis e Blumenau.

Em mortes por habitante, o desempenho de Itajaí é segundo pior do Estado, ficando à frente apenas de Itapema. A taxa de mortes por habitante no Estado é 0,19; em Camboríu 0,41 e em Itajaí é 0,51 e isso mostra o tamanho do fracasso ou inutilidade das medidas adotadas na vizinha cidade.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação PMC.
O prefeito Élcio e o modesto centro de triagem de covid em Camboriú. Resultados melhores que Itajaí.
O prefeito Élcio e o modesto centro de triagem de covid em Camboriú. Resultados melhores que Itajaí.

Prefeito-médico de Camboriú tem melhores resultados que prefeito-médico de Itajaí

A bilionária Itajaí tem piores resultados no enfrentamento à doença que a carente Camboriú

Publicidade

Sábado, 8/8/2020 12:33.

O orçamento que um administra é quase R$ 2 bilhões; o do outro é menos de R$ 240 milhões; os dois são médicos; um quase não se ouve falar, o outro não sai da mídia com suas soluções exóticas, mas quando chega na hora dos números o que trabalha quieto, o prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, mostra melhor resultado no enfrentamento da pandemia que seu colega falador de Itajaí, Volnei Morastoni.

O orçamento de Élcio é R$ 2.786,00 por habitante por ano, o de Morastoni R$ 8,219,00 e talvez por isto o mais rico continue gastando dinheiro público em soluções não referendadas pela ciência como aplicar ozônio no reto dos seus concidadãos.

Antes do ozônio, anunciado nesta semana, Morastoni distribuiu maciçamente ivermectina e homeopatia, continuando a se jactar, apesar dos resultados que colocam Itajaí com mais mortes do que cidades maiores como Florianópolis e Blumenau.

Em mortes por habitante, o desempenho de Itajaí é segundo pior do Estado, ficando à frente apenas de Itapema. A taxa de mortes por habitante no Estado é 0,19; em Camboríu 0,41 e em Itajaí é 0,51 e isso mostra o tamanho do fracasso ou inutilidade das medidas adotadas na vizinha cidade.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade