Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Governador prorroga por 5 dias as medidas de isolamento social, mas libera cadeias automotiva e agrícola

Ele alerta que o pior está por vir. Brasil bate recorde com 114 mortes em 24 horas.

Terça, 7/4/2020 18:28.

Publicidade

O governador Carlos Moisés prorrogou por mais cinco dias, até 13 de abril, as medidas de proteção contra o coronavírus em Santa Catarina.

Com isso, o comércio em geral continuará fechado e o transporte coletivo suspenso, dentre outras restrições.

No entanto, foi liberada toda a cadeia automotiva, inclusive oficinas, autopeças, borracharias e a cadeia de maquinário agrícola.

Segundo o governador, ele segue recomendações do Ministério da Saúde que prevê flexibilização progressiva de atividades.

Após três semanas de restrições o empresariado está em pé de guerra contra o governador. Na tarde desta terça-feira (7) a Federação das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (Fetrancesc) das Associações Empresariais (FACISC), das CDLs (FCLD) e das Micro e Pequenas Empresas cobraram o retorno imediato à atividades com protocolos para segurança à saúde de clientes e funcionários.

O receio do governador é um descontrole de casos da doença, pois Santa Catarina não tem estrutura médico-hospitalar e pode acontecer uma tragédia de grandes proporções, com pessoas morrendo sem atendimento.

O Brasil bateu hoje o recorde de 114 mortes por Covid-19 em um dia, totalizou 667 óbitos e sinalizou que a epidemia está acelerando nos Estados mais populosos como Rio de Janeiro e São Paulo.

O governador Carlos Moisés alertou que os especialistas projetam para dentro de 15 dias, no país, o pior cenário para a doença.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Governador prorroga por 5 dias as medidas de isolamento social, mas libera cadeias automotiva e agrícola

Ele alerta que o pior está por vir. Brasil bate recorde com 114 mortes em 24 horas.

Publicidade

Terça, 7/4/2020 18:28.

O governador Carlos Moisés prorrogou por mais cinco dias, até 13 de abril, as medidas de proteção contra o coronavírus em Santa Catarina.

Com isso, o comércio em geral continuará fechado e o transporte coletivo suspenso, dentre outras restrições.

No entanto, foi liberada toda a cadeia automotiva, inclusive oficinas, autopeças, borracharias e a cadeia de maquinário agrícola.

Segundo o governador, ele segue recomendações do Ministério da Saúde que prevê flexibilização progressiva de atividades.

Após três semanas de restrições o empresariado está em pé de guerra contra o governador. Na tarde desta terça-feira (7) a Federação das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (Fetrancesc) das Associações Empresariais (FACISC), das CDLs (FCLD) e das Micro e Pequenas Empresas cobraram o retorno imediato à atividades com protocolos para segurança à saúde de clientes e funcionários.

O receio do governador é um descontrole de casos da doença, pois Santa Catarina não tem estrutura médico-hospitalar e pode acontecer uma tragédia de grandes proporções, com pessoas morrendo sem atendimento.

O Brasil bateu hoje o recorde de 114 mortes por Covid-19 em um dia, totalizou 667 óbitos e sinalizou que a epidemia está acelerando nos Estados mais populosos como Rio de Janeiro e São Paulo.

O governador Carlos Moisés alertou que os especialistas projetam para dentro de 15 dias, no país, o pior cenário para a doença.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade