Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Justiça obriga Balneário Camboriú a atender pacientes de Covid-19 de toda a região

Um terço dos pacientes é de cidades vizinhas

Sábado, 4/4/2020 18:10.

Publicidade

O desembargador Pedro Manoel Abreu emitiu liminar neste sábado, a pedido do Ministério Público, determinando que o Hospital Municipal Ruth Cardoso é obrigado a atender pacientes com sintomas de infecção por coronavírus de toda a região, sob pena de multa pessoal ao prefeito e à secretária da saúde no valor de R$ 100 mil por atendimento negado.

Balneário Camboriú não tem recursos físicos nem financeiros para atender uma escalada da doença.

Os prefeitos e o governador do Estado se recusam sistematicamente a ajudar o Hospital Municipal Ruth Cardoso, não se sensibilizaram, nem mesmo nesta grave crise de saúde pública de Covid-19.

Por sua vez o Ministério Público, mesmo sabendo das dificuldades de Balneário Camboriú, não busca providências na justiça que as prefeituras das cidades vizinhas ajudem a pagar as despesas.

Desde que Balneário Camboriú ativou uma estrutura específica para Covid-19, anexa ao Ruth Cardoso, das 572 pessoas atendidas, 192 (um terço) eram de outras cidades.

Neste sábado, dos sete internados no anexo ao Ruth Cardoso, cinco vieram de outras cidades - três de Camboriú, um de Porto Belo e um de Itapema.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Justiça obriga Balneário Camboriú a atender pacientes de Covid-19 de toda a região

Um terço dos pacientes é de cidades vizinhas

Publicidade

Sábado, 4/4/2020 18:10.

O desembargador Pedro Manoel Abreu emitiu liminar neste sábado, a pedido do Ministério Público, determinando que o Hospital Municipal Ruth Cardoso é obrigado a atender pacientes com sintomas de infecção por coronavírus de toda a região, sob pena de multa pessoal ao prefeito e à secretária da saúde no valor de R$ 100 mil por atendimento negado.

Balneário Camboriú não tem recursos físicos nem financeiros para atender uma escalada da doença.

Os prefeitos e o governador do Estado se recusam sistematicamente a ajudar o Hospital Municipal Ruth Cardoso, não se sensibilizaram, nem mesmo nesta grave crise de saúde pública de Covid-19.

Por sua vez o Ministério Público, mesmo sabendo das dificuldades de Balneário Camboriú, não busca providências na justiça que as prefeituras das cidades vizinhas ajudem a pagar as despesas.

Desde que Balneário Camboriú ativou uma estrutura específica para Covid-19, anexa ao Ruth Cardoso, das 572 pessoas atendidas, 192 (um terço) eram de outras cidades.

Neste sábado, dos sete internados no anexo ao Ruth Cardoso, cinco vieram de outras cidades - três de Camboriú, um de Porto Belo e um de Itapema.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade