Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Aumenta preocupação com a dengue no país, Balneário Camboriú tem 1163 focos

Sexta, 4/10/2019 9:15.
Divulgação
Prevenção segue, mas todos precisam ajudar

Publicidade

Dados do Ministério da Saúde informam que houve um aumento de 599% no número de casos prováveis de dengue em relação ao ano passado. Um salto de 180,2 mil casos, em 2018, para mais de 1,2 milhão, em 2019. De janeiro a agosto, 591 pessoas morreram em decorrência da doença no Brasil.

A preocupação aumenta porque com a proximidade do verão, os números tendem a crescer ainda mais.

A diretora do Programa de Combate à Dengue, Eliane Guedes Casatti disse que Balneário Camboriú tem hoje 1163 focos do mosquito e 57 casos de dengue registrados.

“Não surgiram mais casos, porém estamos nos aproximando do verão, onde a tendência é surgir mais mosquitos. Continuamos com as visitas nos imóveis e terrenos de todo o município. Recebemos diariamente denúncias, via Ouvidoria Municipal, de problemas com piscina sujas”, disse.

A equipe local trabalha intensamente na prevenção, até porque a situação dos municípios vizinhos é complicada, Itapema e Camboriú lideram a lista de municípios com casos autóctones (contraídos no município).

“Estamos atuando em eventos realizados pela prefeitura com entrega de folhetos e orientação. Nas visitas em casas e comércios os agentes orientam a população a como manter os pátios. Além da participação em eventos, continuamos com palestras em escolas, órgãos públicos e empresas que solicitam a palestra. O bairro com o maior número de focos do mosquito é o Nações. Nesse bairro será realizado um mutirão de limpeza onde a data ainda não foi definida e que poderá ser realizado ainda esse mês”, anunciou Eliane..

Aumentou por quê?

O Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse que o aumento aconteceu porque desde o ano passado foi registrada a reintrodução do sorotipo dois.

“A dengue é causada por quatro tipos de vírus muito parecidos: 1,2,3 e 4. Tem muita gente que não tem imunidade, nunca entrou em contato com o sorotipo dois. É preciso monitorar. Não tem cidade que possa dizer que está imune e não é só uma coisa coletiva, esse mosquito é domiciliar. Ele é da casa e de volta da casa”, falou o ministro, sugerindo que cada um comece a agir logo, fazendo a sua parte, com relação aos cuidados para evitar a criação do mosquito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Prevenção segue, mas todos precisam ajudar
Prevenção segue, mas todos precisam ajudar

Aumenta preocupação com a dengue no país, Balneário Camboriú tem 1163 focos

Publicidade

Sexta, 4/10/2019 9:15.

Dados do Ministério da Saúde informam que houve um aumento de 599% no número de casos prováveis de dengue em relação ao ano passado. Um salto de 180,2 mil casos, em 2018, para mais de 1,2 milhão, em 2019. De janeiro a agosto, 591 pessoas morreram em decorrência da doença no Brasil.

A preocupação aumenta porque com a proximidade do verão, os números tendem a crescer ainda mais.

A diretora do Programa de Combate à Dengue, Eliane Guedes Casatti disse que Balneário Camboriú tem hoje 1163 focos do mosquito e 57 casos de dengue registrados.

“Não surgiram mais casos, porém estamos nos aproximando do verão, onde a tendência é surgir mais mosquitos. Continuamos com as visitas nos imóveis e terrenos de todo o município. Recebemos diariamente denúncias, via Ouvidoria Municipal, de problemas com piscina sujas”, disse.

A equipe local trabalha intensamente na prevenção, até porque a situação dos municípios vizinhos é complicada, Itapema e Camboriú lideram a lista de municípios com casos autóctones (contraídos no município).

“Estamos atuando em eventos realizados pela prefeitura com entrega de folhetos e orientação. Nas visitas em casas e comércios os agentes orientam a população a como manter os pátios. Além da participação em eventos, continuamos com palestras em escolas, órgãos públicos e empresas que solicitam a palestra. O bairro com o maior número de focos do mosquito é o Nações. Nesse bairro será realizado um mutirão de limpeza onde a data ainda não foi definida e que poderá ser realizado ainda esse mês”, anunciou Eliane..

Aumentou por quê?

O Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse que o aumento aconteceu porque desde o ano passado foi registrada a reintrodução do sorotipo dois.

“A dengue é causada por quatro tipos de vírus muito parecidos: 1,2,3 e 4. Tem muita gente que não tem imunidade, nunca entrou em contato com o sorotipo dois. É preciso monitorar. Não tem cidade que possa dizer que está imune e não é só uma coisa coletiva, esse mosquito é domiciliar. Ele é da casa e de volta da casa”, falou o ministro, sugerindo que cada um comece a agir logo, fazendo a sua parte, com relação aos cuidados para evitar a criação do mosquito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade