Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Saúde aplicou 1252 doses da vacina no Dia D da campanha contra o sarampo

“Fizemos vacinação casa a casa na Barra, nas praias agrestes, nos bairros Nova Esperança, Vila Real, Municípios e Nações ...."

Segunda, 21/10/2019 21:06.
Divulgação
A campanha ganhou as ruas. No semáforo da Quarta Avenida coma 1500 17:15

Publicidade

O Dia D da campanha nacional de vacinação contra o sarampo mobilizou os postos de saúde no sábado (19) e as equipes da secretaria da Saúde, que fizeram visitas domiciliares em vários bairros. Foram aplicadas 1252 doses de vacinas, mas nem todas contra sarampo. Além da vacinação ocorreram atividades no Núcleo de Atenção à MUlher (NAM), no Posto Infantil (PAI), no no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e atividades relacionadas ao Dia D da campanha Outubro Rosa.

A diretora da Vigilância Epidemiológica, Adriana Ribeiro disse que a abrangência foi positiva, porque é também uma oportunidade para atualizar as carteiras vacinais de adultos.

“Fizemos vacinação casa a casa na Barra, nas praias agrestes, nos bairros Nova Esperança, Vila Real, Municípios e Nações, porque no Centro já fizemos no início da campanha essas visitas domiciliares. Nos postos, todas as faixas etárias compareceram”, disse Adriana.

Jovens adultos

A faixa dos 20 aos 29 anos, a mais resistente para imunizar, será o foco principal da segunda etapa da campanha, de 18 a 30 de novembro em todo o país. Adriana disse que em Balneário Camboriú não é diferente.

“Precisamos vacinar mais pessoas desta idade, e já estamos indo a mercados, shoppings, em vários lugares em busca desses jovens adultos. Nesta segunda etapa essa busca será intensificada e no dia 30 de novembro haverá o Dia D em todo o país”, explicou.

O Ministério da Saúde investe nesta faixa etária, porque é onde está a maioria dos casos confirmados da doença. A meta é imunizar 39 milhões de pessoas até 30 de novembro, 20% dos brasileiros. No próximo ano, o público alvo vai abranger também as faixas de 50 a 59 anos.

A doença

Causado por um vírus, o sarampo é uma doença infecciosa grave, que pode levar à morte. A transmissão ocorre por via aérea, ou seja, quando a pessoa infectada tosse, fala ou respira próximo de outras pessoas.

Mesmo quando o paciente não vai a óbito, há possibilidade de a infecção ocasionar sequelas irreversíveis. Quando a doença ocorre na infância, o doente pode desenvolver pneumonia, encefalite aguda e otite média aguda, que pode gerar perda auditiva permanente.

Os sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza (nariz escorrendo ou entupido) e mal-estar intenso. Quando o quadro completa de três a cinco dias, podem aparecer manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas do paciente.

Feita por meio da vacinação, a prevenção ao sarampo é fundamental, já que não há tratamento para a doença.

No bairro Nova Esperança

Na Barra, visitas casa a casa


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
A campanha ganhou as ruas. No semáforo da Quarta Avenida coma 1500 17:15
A campanha ganhou as ruas. No semáforo da Quarta Avenida coma 1500 17:15

Saúde aplicou 1252 doses da vacina no Dia D da campanha contra o sarampo

“Fizemos vacinação casa a casa na Barra, nas praias agrestes, nos bairros Nova Esperança, Vila Real, Municípios e Nações ...."

Publicidade

Segunda, 21/10/2019 21:06.

O Dia D da campanha nacional de vacinação contra o sarampo mobilizou os postos de saúde no sábado (19) e as equipes da secretaria da Saúde, que fizeram visitas domiciliares em vários bairros. Foram aplicadas 1252 doses de vacinas, mas nem todas contra sarampo. Além da vacinação ocorreram atividades no Núcleo de Atenção à MUlher (NAM), no Posto Infantil (PAI), no no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e atividades relacionadas ao Dia D da campanha Outubro Rosa.

A diretora da Vigilância Epidemiológica, Adriana Ribeiro disse que a abrangência foi positiva, porque é também uma oportunidade para atualizar as carteiras vacinais de adultos.

“Fizemos vacinação casa a casa na Barra, nas praias agrestes, nos bairros Nova Esperança, Vila Real, Municípios e Nações, porque no Centro já fizemos no início da campanha essas visitas domiciliares. Nos postos, todas as faixas etárias compareceram”, disse Adriana.

Jovens adultos

A faixa dos 20 aos 29 anos, a mais resistente para imunizar, será o foco principal da segunda etapa da campanha, de 18 a 30 de novembro em todo o país. Adriana disse que em Balneário Camboriú não é diferente.

“Precisamos vacinar mais pessoas desta idade, e já estamos indo a mercados, shoppings, em vários lugares em busca desses jovens adultos. Nesta segunda etapa essa busca será intensificada e no dia 30 de novembro haverá o Dia D em todo o país”, explicou.

O Ministério da Saúde investe nesta faixa etária, porque é onde está a maioria dos casos confirmados da doença. A meta é imunizar 39 milhões de pessoas até 30 de novembro, 20% dos brasileiros. No próximo ano, o público alvo vai abranger também as faixas de 50 a 59 anos.

A doença

Causado por um vírus, o sarampo é uma doença infecciosa grave, que pode levar à morte. A transmissão ocorre por via aérea, ou seja, quando a pessoa infectada tosse, fala ou respira próximo de outras pessoas.

Mesmo quando o paciente não vai a óbito, há possibilidade de a infecção ocasionar sequelas irreversíveis. Quando a doença ocorre na infância, o doente pode desenvolver pneumonia, encefalite aguda e otite média aguda, que pode gerar perda auditiva permanente.

Os sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza (nariz escorrendo ou entupido) e mal-estar intenso. Quando o quadro completa de três a cinco dias, podem aparecer manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas do paciente.

Feita por meio da vacinação, a prevenção ao sarampo é fundamental, já que não há tratamento para a doença.

No bairro Nova Esperança

Na Barra, visitas casa a casa


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade