Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
UPA das Nações e PA do Municípios devem inaugurar em dezembro

Os locais seguem em obra e, segundo a secretária de Saúde, Andressa Hadad, está tudo dentro do cronograma

Sexta, 18/10/2019 7:52.
Renata Rutes
A secretária Andressa em frente ao UPA Nações

Publicidade

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro das Nações e o Pronto Atendimento (P.A.) do Bairro dos Municípios (em anexo ao Hospital Municipal Ruth Cardoso) deverão abrir as portas em dezembro. Os locais seguem em obra e, segundo a secretária de Saúde, Andressa Hadad, está tudo dentro do cronograma. A expectativa é também que o Hospital Ruth Cardoso esteja sob nova direção, em uma parceria público-privada, a partir de janeiro, quando ele passará a atender somente moradores de Balneário Camboriú.

Andressa explica que quando dizem que ‘está tudo dentro do prazo’ quer dizer que todos os processos licitatórios foram feitos e que tudo ocorreu como o planejado. Em setembro foram encaminhadas todas as licitações para a conclusão da obra da UPA do Bairro das Nações, mas uma delas não teve interessados.

“A parte da plataforma de acessibilidade teve duas publicações e ambas deram desertas, por isso, pedimos a dispensa de licitação, mas não atrapalhou o nosso prazo e já conseguimos resolver”, diz.

UPA das Nações

O Página 3 visitou a UPA do Bairro das Nações com a secretária Andressa há alguns meses, ocasião em que ela disse que o local seria totalmente reformado, já que o Governo do Estado exigiu alterações na planta (seis propostas foram encaminhadas e somente a última foi aprovada), com adequações perante a Vigilância Sanitária.

“Tivemos dificuldade por conta de muitas adequações que precisaram ser feitas, seguindo as normas da Vigilância. O espaço era complexo para fazer tudo isso, mas conseguimos. Agora está tudo muito certo e em dezembro vamos inaugurar”, afirma.

O local já passou por toda a revisão na parte elétrica – foram trocados quatro postes da região, a parte interna também recebeu revisão e a infraestrutura do ar-condicionado está pronta para receber o aparelho.

“Já está tudo certo com os móveis e equipamentos também e neste fim de semana começa a instalação da rede de gás. Terminando isso começaremos a reerguer as paredes. Elas serão todas com drywall (placa de gesso), então é algo rápido. Foram instaladas ainda sete câmeras de videomonitoramento para evitar a ação de vândalos e compartilharemos as imagens com a Guarda Municipal”, acrescenta.

P.A. dos Municípios

O P.A. dos Municípios já passou pela revisão na parte de gás e na segunda-feira (21) inicia a instalação do ar-condicionado central. Os vidros também estão sendo recolocados e por último ficará a parte estrutural, focando principalmente nas revitalizações de partes que foram danificadas com o tempo.

“O cabeamento está todo ok, mobiliários e equipamentos também já estão encaminhados. A expectativa é também inaugurarmos em dezembro”, diz.

Futuro do Ruth Cardoso

A partir de janeiro o Ruth Cardoso não fará mais parte da Rede de Urgência e Emergência junto do Ministério da Saúde e o hospital passará a ser referenciado no município. Os atendimentos para a microrregião seguem apenas na maternidade. Andressa conta que esperam já neste mês ter resolvido a situação da parceria público-privada para a gestão da unidade. “Dependemos do Tribunal de Contas para a aprovação do nosso projeto. Quando eles aprovarem e publicarem, ocorre o leilão com as empresas interessadas em ‘comprarem’ o projeto. Assim que sair a ganhadora, eles têm 90 dias para fazerem entrevistas e contratações e enquanto isso o município segue tocando o Ruth. Esses primeiros 90 dias serão de trabalho em conjunto entre a equipe atual e a que ganhará o leilão”, salienta.

Ainda segundo a secretária, a empresa que ganhará tende a ser uma com ‘know-how’ em parceria público-privada, pois precisará investir em melhorias prediais, troca de equipamentos do parque tecnológico e alterações na parte arquitetônica interna e externa. “O processo do projeto que vamos apresentar ao Tribunal de Contas também está fluindo bem e sem nenhum atraso. Estamos contando com o apoio de uma fundação detentora da expertise em parceria público-privada, e estamos analisando desde a parte jurídica com financeira, técnica e métricas”, completa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Renata Rutes
A secretária Andressa em frente ao UPA Nações
A secretária Andressa em frente ao UPA Nações

UPA das Nações e PA do Municípios devem inaugurar em dezembro

Os locais seguem em obra e, segundo a secretária de Saúde, Andressa Hadad, está tudo dentro do cronograma

Publicidade

Sexta, 18/10/2019 7:52.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro das Nações e o Pronto Atendimento (P.A.) do Bairro dos Municípios (em anexo ao Hospital Municipal Ruth Cardoso) deverão abrir as portas em dezembro. Os locais seguem em obra e, segundo a secretária de Saúde, Andressa Hadad, está tudo dentro do cronograma. A expectativa é também que o Hospital Ruth Cardoso esteja sob nova direção, em uma parceria público-privada, a partir de janeiro, quando ele passará a atender somente moradores de Balneário Camboriú.

Andressa explica que quando dizem que ‘está tudo dentro do prazo’ quer dizer que todos os processos licitatórios foram feitos e que tudo ocorreu como o planejado. Em setembro foram encaminhadas todas as licitações para a conclusão da obra da UPA do Bairro das Nações, mas uma delas não teve interessados.

“A parte da plataforma de acessibilidade teve duas publicações e ambas deram desertas, por isso, pedimos a dispensa de licitação, mas não atrapalhou o nosso prazo e já conseguimos resolver”, diz.

UPA das Nações

O Página 3 visitou a UPA do Bairro das Nações com a secretária Andressa há alguns meses, ocasião em que ela disse que o local seria totalmente reformado, já que o Governo do Estado exigiu alterações na planta (seis propostas foram encaminhadas e somente a última foi aprovada), com adequações perante a Vigilância Sanitária.

“Tivemos dificuldade por conta de muitas adequações que precisaram ser feitas, seguindo as normas da Vigilância. O espaço era complexo para fazer tudo isso, mas conseguimos. Agora está tudo muito certo e em dezembro vamos inaugurar”, afirma.

O local já passou por toda a revisão na parte elétrica – foram trocados quatro postes da região, a parte interna também recebeu revisão e a infraestrutura do ar-condicionado está pronta para receber o aparelho.

“Já está tudo certo com os móveis e equipamentos também e neste fim de semana começa a instalação da rede de gás. Terminando isso começaremos a reerguer as paredes. Elas serão todas com drywall (placa de gesso), então é algo rápido. Foram instaladas ainda sete câmeras de videomonitoramento para evitar a ação de vândalos e compartilharemos as imagens com a Guarda Municipal”, acrescenta.

P.A. dos Municípios

O P.A. dos Municípios já passou pela revisão na parte de gás e na segunda-feira (21) inicia a instalação do ar-condicionado central. Os vidros também estão sendo recolocados e por último ficará a parte estrutural, focando principalmente nas revitalizações de partes que foram danificadas com o tempo.

“O cabeamento está todo ok, mobiliários e equipamentos também já estão encaminhados. A expectativa é também inaugurarmos em dezembro”, diz.

Futuro do Ruth Cardoso

A partir de janeiro o Ruth Cardoso não fará mais parte da Rede de Urgência e Emergência junto do Ministério da Saúde e o hospital passará a ser referenciado no município. Os atendimentos para a microrregião seguem apenas na maternidade. Andressa conta que esperam já neste mês ter resolvido a situação da parceria público-privada para a gestão da unidade. “Dependemos do Tribunal de Contas para a aprovação do nosso projeto. Quando eles aprovarem e publicarem, ocorre o leilão com as empresas interessadas em ‘comprarem’ o projeto. Assim que sair a ganhadora, eles têm 90 dias para fazerem entrevistas e contratações e enquanto isso o município segue tocando o Ruth. Esses primeiros 90 dias serão de trabalho em conjunto entre a equipe atual e a que ganhará o leilão”, salienta.

Ainda segundo a secretária, a empresa que ganhará tende a ser uma com ‘know-how’ em parceria público-privada, pois precisará investir em melhorias prediais, troca de equipamentos do parque tecnológico e alterações na parte arquitetônica interna e externa. “O processo do projeto que vamos apresentar ao Tribunal de Contas também está fluindo bem e sem nenhum atraso. Estamos contando com o apoio de uma fundação detentora da expertise em parceria público-privada, e estamos analisando desde a parte jurídica com financeira, técnica e métricas”, completa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade