Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Campanha Dezembro Vermelho alerta sobre o crescimento da aids na faixa dos 15 aos 29 anos

Balneário Camboriú é a 15a. em incidência no ranking nacional

Quinta, 28/11/2019 14:22.
Divulgação/PMBC

Publicidade

No Dia Mundial de Combate à AIDS, lembrado neste domingo (1º), o foco do Ministério da Saúde é o público jovem, onde a contaminação pelo vírus Hiv só vem crescendo. Em Balneário Camboriú, o departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (CISS/CTA), da secretaria da Saúde também investiu nesse público, com ações realizadas em universidades.

Neste sábado (30), a campanha estará na Unidade Básica de Saúde Central, onde serão realizados testes rápidos e orientações, das 8h às 17h. No mesmo local a secretaria da Saúde realiza o Dia “D” de vacinação e a campanha Novembro Azul.

A coordenadora do departamento, Jacheline Hoffmann explicou que as ações são voltadas ao público jovem, devido ao diagnóstico e prevalência na faixa dos 15 a 29 anos, que está crescendo muito, precisa da oferta do teste rápido.

“Esta foi a motivação de levar nossas equipes, médico, enfermeira, técnico de enfermagem para a Univali semana passada e para a Uniavan nesta semana. Os universitários receberam orientações, puderam fazer o teste rápido para diagnóstico não só do Hiv, mas também sifilis, hepatite B e C e nossa equipe de campanha, entregou kits de prevenção”, disse a coordenadora. Na Univali foram realizados 275 testes rápidos para diagnóstico de hepatites B e C, HIV e sífilis.

Além da importância do diagnóstico precoce, a campanha vem chamando atenção do preconceito, que ainda existe em grande escala.

“O tratamento associado a qualidade de vida, o que fazer quando recebe o diagnóstico, como agir, o que procurar, é isso que vamos trabalhar nesta campanha”, disse Jacheline.

Balneário Camboriú é cidade prioritária, na questão do Hiv. Santa Catarina é o segundo estado do Brasil e Balneário Camboriú, no ranking nacional, é a 15a cidade, segundo o Ministério da Saúde.

Segundo o ministério da Saúde, pesquisas demonstram que o uso do preservativo vem caindo com o passar do tempo, principalmente entre o público jovem. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) todos os dias ocorrem 1 milhão de novas infecções. Doenças antigas, que remontam à Idade Média, como a Sífilis, por exemplo, ainda hoje pode ser considerada uma epidemia.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/PMBC

Campanha Dezembro Vermelho alerta sobre o crescimento da aids na faixa dos 15 aos 29 anos

Balneário Camboriú é a 15a. em incidência no ranking nacional

Publicidade

Quinta, 28/11/2019 14:22.

No Dia Mundial de Combate à AIDS, lembrado neste domingo (1º), o foco do Ministério da Saúde é o público jovem, onde a contaminação pelo vírus Hiv só vem crescendo. Em Balneário Camboriú, o departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (CISS/CTA), da secretaria da Saúde também investiu nesse público, com ações realizadas em universidades.

Neste sábado (30), a campanha estará na Unidade Básica de Saúde Central, onde serão realizados testes rápidos e orientações, das 8h às 17h. No mesmo local a secretaria da Saúde realiza o Dia “D” de vacinação e a campanha Novembro Azul.

A coordenadora do departamento, Jacheline Hoffmann explicou que as ações são voltadas ao público jovem, devido ao diagnóstico e prevalência na faixa dos 15 a 29 anos, que está crescendo muito, precisa da oferta do teste rápido.

“Esta foi a motivação de levar nossas equipes, médico, enfermeira, técnico de enfermagem para a Univali semana passada e para a Uniavan nesta semana. Os universitários receberam orientações, puderam fazer o teste rápido para diagnóstico não só do Hiv, mas também sifilis, hepatite B e C e nossa equipe de campanha, entregou kits de prevenção”, disse a coordenadora. Na Univali foram realizados 275 testes rápidos para diagnóstico de hepatites B e C, HIV e sífilis.

Além da importância do diagnóstico precoce, a campanha vem chamando atenção do preconceito, que ainda existe em grande escala.

“O tratamento associado a qualidade de vida, o que fazer quando recebe o diagnóstico, como agir, o que procurar, é isso que vamos trabalhar nesta campanha”, disse Jacheline.

Balneário Camboriú é cidade prioritária, na questão do Hiv. Santa Catarina é o segundo estado do Brasil e Balneário Camboriú, no ranking nacional, é a 15a cidade, segundo o Ministério da Saúde.

Segundo o ministério da Saúde, pesquisas demonstram que o uso do preservativo vem caindo com o passar do tempo, principalmente entre o público jovem. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) todos os dias ocorrem 1 milhão de novas infecções. Doenças antigas, que remontam à Idade Média, como a Sífilis, por exemplo, ainda hoje pode ser considerada uma epidemia.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade