Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Vereador Achutti insiste que municípios atendidos pelo Ruth Cardoso precisam ajudar nas despesas

Quarta, 18/12/2019 16:05.

Publicidade

O vereador Marcelo Achutti está preocupado com a situação do hospital municipal Ruth Cardoso e volta a insistir que os municípios vizinhos precisam ajudar a manter as portas abertas para atender seus moradores.

“A temporada de verão está aí e com a chegada dos turistas há um aumento significativo nos atendimentos”, questiona.

Achutti faz alusão ao pedido de uma liminar efetuada ao Tribunal de Justiça pelos prefeitos Nilza Simas (Itapema), Emerson Luciano Stein (Porto Belo) e Paulo Henrique Dalago Müller (Bombinhas) que levou o Ministério Público a impedir que o HMRC fechasse as portas para o atendimento do Pronto Atendimento, como foi anunciado pelo prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, já que Balneário Camboriú paga sozinho a conta (mais de R$ 5 milhões/mês). O fechamento para moradores de cidades vizinhas seria a partir de janeiro.

“Quais foram as providências tomadas pelos prefeitos dos municípios vizinhos após esta liminar? Por acaso procuraram nosso Executivo para uma reunião oferecendo alguma ajuda? Bombinhas arrecada R$ 27,50 para entrar na cidade, já providenciaram um PA 24 horas para atender seus moradores e seus turistas? O que está sendo feito pela Comissão de Saúde da AMFRI sobre este assunto”, questiona o vereador sem ver uma ‘luz’ no túnel para resolver esta situação.

Vale lembrar que o hospital hoje conta com 417 funcionários e 213 médicos e R$ 0,00 de ajuda dos municípios vizinhos e do Governo Estadual.

Mais uma vez afirmo que há necessidade de que se faça políticas públicas com responsabilidade. A união de todos em prol do Hospital Municipal Ruth Cardoso só trará benefícios para quem dele necessita, ou seja, os moradores e agora os turistas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Vereador Achutti insiste que municípios atendidos pelo Ruth Cardoso precisam ajudar nas despesas

Publicidade

Quarta, 18/12/2019 16:05.

O vereador Marcelo Achutti está preocupado com a situação do hospital municipal Ruth Cardoso e volta a insistir que os municípios vizinhos precisam ajudar a manter as portas abertas para atender seus moradores.

“A temporada de verão está aí e com a chegada dos turistas há um aumento significativo nos atendimentos”, questiona.

Achutti faz alusão ao pedido de uma liminar efetuada ao Tribunal de Justiça pelos prefeitos Nilza Simas (Itapema), Emerson Luciano Stein (Porto Belo) e Paulo Henrique Dalago Müller (Bombinhas) que levou o Ministério Público a impedir que o HMRC fechasse as portas para o atendimento do Pronto Atendimento, como foi anunciado pelo prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, já que Balneário Camboriú paga sozinho a conta (mais de R$ 5 milhões/mês). O fechamento para moradores de cidades vizinhas seria a partir de janeiro.

“Quais foram as providências tomadas pelos prefeitos dos municípios vizinhos após esta liminar? Por acaso procuraram nosso Executivo para uma reunião oferecendo alguma ajuda? Bombinhas arrecada R$ 27,50 para entrar na cidade, já providenciaram um PA 24 horas para atender seus moradores e seus turistas? O que está sendo feito pela Comissão de Saúde da AMFRI sobre este assunto”, questiona o vereador sem ver uma ‘luz’ no túnel para resolver esta situação.

Vale lembrar que o hospital hoje conta com 417 funcionários e 213 médicos e R$ 0,00 de ajuda dos municípios vizinhos e do Governo Estadual.

Mais uma vez afirmo que há necessidade de que se faça políticas públicas com responsabilidade. A união de todos em prol do Hospital Municipal Ruth Cardoso só trará benefícios para quem dele necessita, ou seja, os moradores e agora os turistas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade