Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Campanha de Vacinação contra gripe começa nesta quarta

Balneário Camboriú está preparada para aplicar 33.821 doses

Terça, 9/4/2019 11:45.
Divulgação

Publicidade

A 21ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza terá início nesta quarta-feira (10) em todo o país. Balneário Camboriú vai oferecer a imunização em todos os postos de saúde e nas unidades da Barra, Vila Real, Nações e Ariribá, a vacinação seguirá até às 21h30.

A campanha seguirá até o dia 31 de maio.

O ‘Dia D’ será no primeiro sábado de maio (4).

A vacina é trivalente, com três cepas, diferente do vírus da gripe do ano passado e por isso mesmo, a secretária da Saúde, Andressa Hadad pede que todos que vacinaram em 2018 precisam receber a nova dose.

“Muitas pessoas ficam em dúvida, mas é necessário receber a nova dose feita com outros tipos de vírus. Outra dúvida frequente é que dizem que mesmo recebendo a imunização, ficaram gripados. Eles não ficaram gripados por causa da vacina e sim porque o vírus já estava no seu organismo. Esta vacina vai imunizar o corpo para H1N1 por exemplo”, informou Hadad.

Ela lembra que além da vacina, é preciso tomar outras precauções, como evitar locais fechados, usar lenço para tossir ou espirrar, porque o contágio se dá por gotículas.

“Também é importante avaliar a gripe que apresenta sinais e sintomas, como febre alta, calafrios, tosse (seca ou com expectoração), dor de cabeça por mais de três dias, dor de garganta, cansaço, dor muscular e coriza, para descartar doenças como H1N1, dengue, febre amarela. Com esses sintomas é importante procurar o médico”, orientou.

Segundo a secretária, 15 mil famílias da rede municipal de ensino receberão orientações sobre a importância da vacina e que junto podem aplicar também a vacina da febre amarela e atualizar a carteira de vacinação.

A meta

Por orientação do Ministério da Saúde, cada município precisa cumprir uma meta de vacinação. Balneário Camboriú receberá 33.821 doses para aplicar, nas seguintes classes:

6m a 2 anos - 2.402 doses;
2 a 4 anos - 3.574;
5 anos - 1.183;
Trabalhadores da saúde - 3.054;
Gestantes - 1.201;
Puérperas - 194;
Idosos - 13.381;
Com morbidade - 5.957;
Professores - 1.862.
Portadores de doença crônica renal, cardíaca, respiratória, ou neurológica, assim como diabetes, imunossupressão, obesidade, transplantados e portadores de trissomias, devem apresentar indicação médica para vacinar.

Atualizar a carteirinha

A secretaria da Saúde informa que as pessoas devem aproveitar a campanha para atualizar suas carteiras de vacinação. Crianças de seis meses a menores de nove anos de idade que nunca receberam a vacina deverão receber o esquema de duas doses, com um espaço de 30 dias entre elas. A meta da campanha é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos públicos-alvo da vacina.

A Influenza

A Influenza popularmente conhecida como gripe é considerada uma doença grave e transmitida através de três tipos de vírus: A, B e C.

O vírus é transmitido a partir das secreções respiratórias, podendo também sobreviver algumas horas em diversas superfícies tocadas frequentemente, de madeira, aço e tecidos. A partir do contato com um doente ou com uma superfície contaminada, o vírus pode penetrar pelas vias respiratórias, causando lesões pulmonares, que podem ser graves e até fatais, se não tratadas a tempo.

Os vírus influenza circulam durante todo o ano, intensificando-se principalmente no período de inverno, quando as pessoas buscam se abrigar do frio em ambientes fechados, o que favorece a transmissão.

A transmissão ocorre principalmente em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes fechados ou semifechados. Estima-se que uma pessoa infectada seja capaz de transmitir o vírus para até dois contatos não imunes.

Categorias de risco clínico com indicação da vacina

  • Doença respiratória crônica
  • Doença cardíaca crônica
  • Doença renal crônica
  • Doença hepática crônica
  • Doença neurológica crônica
  • Diabetes
  • Imunossupressão
  • Obesos
  • Transplantados
  • Portadores de trissomias

Para esse grupo acima é obrigatório a apresentação de prescrição médica, com exceção dos pacientes inscritos na unidade de saúde.

Informações - secretaria da Saúde - Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Campanha de Vacinação contra gripe começa nesta quarta

Balneário Camboriú está preparada para aplicar 33.821 doses

Publicidade

Terça, 9/4/2019 11:45.

A 21ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza terá início nesta quarta-feira (10) em todo o país. Balneário Camboriú vai oferecer a imunização em todos os postos de saúde e nas unidades da Barra, Vila Real, Nações e Ariribá, a vacinação seguirá até às 21h30.

A campanha seguirá até o dia 31 de maio.

O ‘Dia D’ será no primeiro sábado de maio (4).

A vacina é trivalente, com três cepas, diferente do vírus da gripe do ano passado e por isso mesmo, a secretária da Saúde, Andressa Hadad pede que todos que vacinaram em 2018 precisam receber a nova dose.

“Muitas pessoas ficam em dúvida, mas é necessário receber a nova dose feita com outros tipos de vírus. Outra dúvida frequente é que dizem que mesmo recebendo a imunização, ficaram gripados. Eles não ficaram gripados por causa da vacina e sim porque o vírus já estava no seu organismo. Esta vacina vai imunizar o corpo para H1N1 por exemplo”, informou Hadad.

Ela lembra que além da vacina, é preciso tomar outras precauções, como evitar locais fechados, usar lenço para tossir ou espirrar, porque o contágio se dá por gotículas.

“Também é importante avaliar a gripe que apresenta sinais e sintomas, como febre alta, calafrios, tosse (seca ou com expectoração), dor de cabeça por mais de três dias, dor de garganta, cansaço, dor muscular e coriza, para descartar doenças como H1N1, dengue, febre amarela. Com esses sintomas é importante procurar o médico”, orientou.

Segundo a secretária, 15 mil famílias da rede municipal de ensino receberão orientações sobre a importância da vacina e que junto podem aplicar também a vacina da febre amarela e atualizar a carteira de vacinação.

A meta

Por orientação do Ministério da Saúde, cada município precisa cumprir uma meta de vacinação. Balneário Camboriú receberá 33.821 doses para aplicar, nas seguintes classes:

6m a 2 anos - 2.402 doses;
2 a 4 anos - 3.574;
5 anos - 1.183;
Trabalhadores da saúde - 3.054;
Gestantes - 1.201;
Puérperas - 194;
Idosos - 13.381;
Com morbidade - 5.957;
Professores - 1.862.
Portadores de doença crônica renal, cardíaca, respiratória, ou neurológica, assim como diabetes, imunossupressão, obesidade, transplantados e portadores de trissomias, devem apresentar indicação médica para vacinar.

Atualizar a carteirinha

A secretaria da Saúde informa que as pessoas devem aproveitar a campanha para atualizar suas carteiras de vacinação. Crianças de seis meses a menores de nove anos de idade que nunca receberam a vacina deverão receber o esquema de duas doses, com um espaço de 30 dias entre elas. A meta da campanha é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos públicos-alvo da vacina.

A Influenza

A Influenza popularmente conhecida como gripe é considerada uma doença grave e transmitida através de três tipos de vírus: A, B e C.

O vírus é transmitido a partir das secreções respiratórias, podendo também sobreviver algumas horas em diversas superfícies tocadas frequentemente, de madeira, aço e tecidos. A partir do contato com um doente ou com uma superfície contaminada, o vírus pode penetrar pelas vias respiratórias, causando lesões pulmonares, que podem ser graves e até fatais, se não tratadas a tempo.

Os vírus influenza circulam durante todo o ano, intensificando-se principalmente no período de inverno, quando as pessoas buscam se abrigar do frio em ambientes fechados, o que favorece a transmissão.

A transmissão ocorre principalmente em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes fechados ou semifechados. Estima-se que uma pessoa infectada seja capaz de transmitir o vírus para até dois contatos não imunes.

Categorias de risco clínico com indicação da vacina

  • Doença respiratória crônica
  • Doença cardíaca crônica
  • Doença renal crônica
  • Doença hepática crônica
  • Doença neurológica crônica
  • Diabetes
  • Imunossupressão
  • Obesos
  • Transplantados
  • Portadores de trissomias

Para esse grupo acima é obrigatório a apresentação de prescrição médica, com exceção dos pacientes inscritos na unidade de saúde.

Informações - secretaria da Saúde - Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade