Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Gestante em busca de exame critica o sistema municipal de saúde

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivo Página 3.

Segunda, 26/2/2018 7:12.

O jornal Página 3 recebeu e-mail em que uma paciente conta que o posto de saúde central, em tese o principal da cidade, não realiza um exame específico que é realizado em diversos outros postos, confira:

Gostaria que o jornal Página 3 ficasse sabendo do que está acontecendo no Posto de saúde central.

Sou gestante e faço o meu pré natal no posto central, porém quando estava no começo da gestação a enfermeira me avisou que eu não poderia no momento realizar o teste de HIV no posto central pois estavam sem enfermeira para realizar esse teste. Então me encaminharam para o Ciss para fazer o teste.

O problema é que me pediram novamente o teste para HIV no sexto mês e ainda não tinha ninguém para realizar o teste no posto central, mandaram novamente para o Ciss.

Ou seja, passaram 4 meses e não resolveram essa questão. Que falta de respeito com as gestantes, me sinto prejudicada.

Então fui fazer o exame novamente no Ciss numa segunda-feira no setor de exame e a sala estava lotada. Lá tinha bastante idosos e outras gestantes com seus maridos, então nem tive coragem de pedir para ser atendida antes, pois eles também estavam na mesma situação que a minha.

Quando tive o meu primeiro filho, eu tive um bom atendimento no posto central, e lá eu e meu marido realizamos o teste de HIV com agendamento, foi muito bom, principalmente por que trabalhamos fora e assim conseguimos nos organizar e nem enfrentamos fila.

Antes de informar isso a vocês e para não ser injusta, eu liguei para 5 postos de saúde nos bairros, e todos me disseram que fazem o teste de HIV nas gestantes normalmente e que isso faz parte da rotina do pré natal.

Será que o secretário de saúde sabe o que está acontecendo com as gestantes do Posto central?

Por favor jornal Página 3, nos ajudem, tentando descobrir se isso vai ser resolvido ou não.

Não quero me identificar com o meu nome verdadeiro, pois infelizmente dependo do SUS, e não quero ser prejudicada pela minha informação, porque sei que tenho que fazer novamente o teste de HIV no final da gestação. 

Administração determina que exames sejam feitos

A assessoria de imprensa da prefeitura informou ao Página 3 que o teste rápido para HIV faz parte da consulta de rotina das gestantes e deve ser feito no mesmo local da consulta.

A mudança no procedimento teria sido determinada à revelia da secretária de saúde, Andressa Haddad, que foi ao posto Central e determinou que o exame volte a ser feito naquele local cessando os encaminhamentos para outras unidades.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade