Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Cuidados para ficar longe da osteoporose

Quinta, 8/9/2016 8:45.

A osteoporose é a redução da massa e na densidade dos ossos até o ponto de ocorrer a sua deformação ou fratura. De acordo com Dr. Jorge Pamplona, em O Poder Medicinal dos Alimentos, há alguns fatores que podem contribuir para evitar ou controlar a perda de massa óssea.

Mais cálcio

Uma delas é a ingestão insuficiente de cálcio, especialmente durante a fase de crescimento. Crianças que ingerem menos cálcio têm mais chances de desenvolver osteoporose.

Menos cálcio

Diminuir a eliminação de cálcio é outro fator. Para compensar uma alimentação rica em acidez, o organismo compensa liberando minerais alcalinizantes como cálcio dos ossos. O excesso de proteínas e de sal, assim como a cafeína também aumentam as perdas urinárias de cálcio. As frutas e hortaliças podem ser empregadas para que o cálcio não se perca com a urina.

A perda de hormônios nas mulheres, especialmente na menopausa, também favorece a perda de cálcio. Para compensar isso, a soja pode ser adotada.

Outros

O sol é necessário para que a pele sintetize a vitamina D, graças à qual, o cálcio passa do intestino ao sangue. A prática de atividades físicas evita a perda de massa óssea e freia a osteoporose.

Mas é a alimentação adequada o ponto crucial para combater essa doença. Segundo Pamplona, é importante aumentar ingestão de: cálcio, leite, lácteos, soja, amêndoa, tofu, repolhos, germinados, melado, coco, alfafa, laranja, verduras e nabo. Por outro lado, há de se reduzir ou eliminar: carne, peixes, queijos curados, sal, gordura total, açúcar branco, chocolates, bebidas estimulantes, alcoólicas, refrigerantes, fósforo e farelo de trigo.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

O acordo põe fim a anos de insegurança e desgaste jurídico


Cidade

Sem a colaboração da população não existe medida que dê jeito


Cidade

Isso explica a redução drástica do nível na captação


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Cuidados para ficar longe da osteoporose

Quinta, 8/9/2016 8:45.

A osteoporose é a redução da massa e na densidade dos ossos até o ponto de ocorrer a sua deformação ou fratura. De acordo com Dr. Jorge Pamplona, em O Poder Medicinal dos Alimentos, há alguns fatores que podem contribuir para evitar ou controlar a perda de massa óssea.

Mais cálcio

Uma delas é a ingestão insuficiente de cálcio, especialmente durante a fase de crescimento. Crianças que ingerem menos cálcio têm mais chances de desenvolver osteoporose.

Menos cálcio

Diminuir a eliminação de cálcio é outro fator. Para compensar uma alimentação rica em acidez, o organismo compensa liberando minerais alcalinizantes como cálcio dos ossos. O excesso de proteínas e de sal, assim como a cafeína também aumentam as perdas urinárias de cálcio. As frutas e hortaliças podem ser empregadas para que o cálcio não se perca com a urina.

A perda de hormônios nas mulheres, especialmente na menopausa, também favorece a perda de cálcio. Para compensar isso, a soja pode ser adotada.

Outros

O sol é necessário para que a pele sintetize a vitamina D, graças à qual, o cálcio passa do intestino ao sangue. A prática de atividades físicas evita a perda de massa óssea e freia a osteoporose.

Mas é a alimentação adequada o ponto crucial para combater essa doença. Segundo Pamplona, é importante aumentar ingestão de: cálcio, leite, lácteos, soja, amêndoa, tofu, repolhos, germinados, melado, coco, alfafa, laranja, verduras e nabo. Por outro lado, há de se reduzir ou eliminar: carne, peixes, queijos curados, sal, gordura total, açúcar branco, chocolates, bebidas estimulantes, alcoólicas, refrigerantes, fósforo e farelo de trigo.

 

Publicidade

Publicidade