Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Saúde divulga números assustadores sobre suicídio
Setembro Amarelo está servindo para reforçar importância da prevenção

Segunda, 19/9/2016 11:04.

A secretaria de Saúde do Estado, através da Vigilância Epidemiológica, divulgou na última semana dados que revelam uma situação preocupante: nos últimos cinco anos 3403 pessoas tiraram a própria vida em Santa Catarina, a maioria homens entre 40 e 49 anos.

No mesmo período, entre 2010 e 2015, aconteceram 10.771 tentativas de suicídio, a maioria de mulheres entre 20 e 29 anos. Os registros mostram que os homens preferem usar arma de fogo e as mulheres ingerir medicamentos.

Aproveitando o Setembro Amarelo, período para chamar atenção da população sobre o assunto, a Vigilância Epidemiológica do Estado realizou o 1º Fórum de Prevenção ao Suicídio: Valorização da Vida, em Florianópolis na semana passada. O objetivo foi mobilizar as instituições governamentais e não governamentais para trabalhar em ações concretas de prevenção ao suicídio.

“Precisamos falar mais sobre esse tema e trabalhar na perspectiva de rede”, disse Gladis Helena da Silva, gerente de Vigilância de Agravos da Vigilância Epidemiológica.

Adolescentes

A quantidade de notificações de tentativas de suicídios entre adolescentes de 10 a 14 anos, foi muito discutida no Fórum. Nos últimos cincos anos, 404 meninas e 140 meninos tentaram o suicídios e 23 conseguiram. A médica Deisy Porto, da Associação Catarinense de Psiquiatria, disse que o adolescente é impulsivo e costuma dar avisos, falando, postando nas redes, se mutilando, mas muitas vezes a família não dá bola, acreditando que ele só quer chamar atenção.

Em BC também

Segundo o comandante da PM de Balneário, José Evaldo Hoffmann Júnior, de 2014 até o primeiro semestre deste ano foram registrados 47 casos de suicídio em Balneário Camboriú. Foram 17 ocorrências em 2014, 17 em 2015 e 13 casos até o primeiro semestre deste ano.

Considerando que a Organização Mundial da Saúde aponta média de 5,8 suicídios ao ano para cada 100 mil habitantes no Brasil, Balneário atinge praticamente duas vezes a média nacional de suicídios.

Eventos

Para reforçar a importância da prevenção, eventos estão sendo realizados durante todo o mês na região. O Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), realiza na quarta-feira (21), palestra, ministrada pelo médico psiquiatra Mário João Bisi, que falará sobre "Vida em Harmonia".

O evento, gratuito e aberto ao público, tem o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV) e terá início às 18 horas. Ele ocorre no auditório de Medicina do bloco F4, no Campus da Univali em Itajaí.

CVV

Em caso de dificuldade, depressão e necessidade de apoio emocional ligue para o Centro de Valorização da Vida de Balneário: (47) 2033-2411 ou acesse www.cvv.org.br.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Saúde divulga números assustadores sobre suicídio

Setembro Amarelo está servindo para reforçar importância da prevenção
Setembro Amarelo está servindo para reforçar importância da prevenção
Segunda, 19/9/2016 11:04.

A secretaria de Saúde do Estado, através da Vigilância Epidemiológica, divulgou na última semana dados que revelam uma situação preocupante: nos últimos cinco anos 3403 pessoas tiraram a própria vida em Santa Catarina, a maioria homens entre 40 e 49 anos.

No mesmo período, entre 2010 e 2015, aconteceram 10.771 tentativas de suicídio, a maioria de mulheres entre 20 e 29 anos. Os registros mostram que os homens preferem usar arma de fogo e as mulheres ingerir medicamentos.

Aproveitando o Setembro Amarelo, período para chamar atenção da população sobre o assunto, a Vigilância Epidemiológica do Estado realizou o 1º Fórum de Prevenção ao Suicídio: Valorização da Vida, em Florianópolis na semana passada. O objetivo foi mobilizar as instituições governamentais e não governamentais para trabalhar em ações concretas de prevenção ao suicídio.

“Precisamos falar mais sobre esse tema e trabalhar na perspectiva de rede”, disse Gladis Helena da Silva, gerente de Vigilância de Agravos da Vigilância Epidemiológica.

Adolescentes

A quantidade de notificações de tentativas de suicídios entre adolescentes de 10 a 14 anos, foi muito discutida no Fórum. Nos últimos cincos anos, 404 meninas e 140 meninos tentaram o suicídios e 23 conseguiram. A médica Deisy Porto, da Associação Catarinense de Psiquiatria, disse que o adolescente é impulsivo e costuma dar avisos, falando, postando nas redes, se mutilando, mas muitas vezes a família não dá bola, acreditando que ele só quer chamar atenção.

Em BC também

Segundo o comandante da PM de Balneário, José Evaldo Hoffmann Júnior, de 2014 até o primeiro semestre deste ano foram registrados 47 casos de suicídio em Balneário Camboriú. Foram 17 ocorrências em 2014, 17 em 2015 e 13 casos até o primeiro semestre deste ano.

Considerando que a Organização Mundial da Saúde aponta média de 5,8 suicídios ao ano para cada 100 mil habitantes no Brasil, Balneário atinge praticamente duas vezes a média nacional de suicídios.

Eventos

Para reforçar a importância da prevenção, eventos estão sendo realizados durante todo o mês na região. O Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), realiza na quarta-feira (21), palestra, ministrada pelo médico psiquiatra Mário João Bisi, que falará sobre "Vida em Harmonia".

O evento, gratuito e aberto ao público, tem o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV) e terá início às 18 horas. Ele ocorre no auditório de Medicina do bloco F4, no Campus da Univali em Itajaí.

CVV

Em caso de dificuldade, depressão e necessidade de apoio emocional ligue para o Centro de Valorização da Vida de Balneário: (47) 2033-2411 ou acesse www.cvv.org.br.

Publicidade

Publicidade