Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Jade e Fabricio irão a Brasília pleitear imóvel para a saúde
Amanda Weber
Jade, Piriquito e Fabrício

Segunda, 28/11/2016 7:16.

A secretária do Planejamento Jade Martins Ribeiro e o futuro prefeito Fabrício Oliveira irão a Brasília, definir a situação de parte do imóvel onde funciona o Posto de Saúde Central, pertencente ao INSS, que pretendia retomá-lo.

Devido a abusos generalizados, como aluguéis irrisórios pagos por particulares, o INSS está retomando propriedades em todo o Brasil.

Aqui poderá ser diferente, porque o município protocolou pedido para continuar na posse do imóvel, usado para saúde pública.

A procuradoria do INSS adiantou que é possível o acordo e quer receber os representantes da cidade para discutir o assunto.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Empregos

Mesmo com a construção civil ainda enfrentando dificuldades 


Mundo

Brasil, Colômbia, Equador, Costa Rica e Peru assinaram declaração conjunta 


Cidade

Empresa alega que  Balneário Camboriú é "estratégica" 


Cidade


Publicidade


Publicidade


Cidade

Balneário Camboriú adotará entrega voluntária em ponto da prefeitura  


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Especial

Festival de música eletrônica reuniu milhares de pessoas na virada do ano, em Rio Negrinho


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Jade e Fabricio irão a Brasília pleitear imóvel para a saúde

Amanda Weber
Jade, Piriquito e Fabrício
Jade, Piriquito e Fabrício
Segunda, 28/11/2016 7:16.

A secretária do Planejamento Jade Martins Ribeiro e o futuro prefeito Fabrício Oliveira irão a Brasília, definir a situação de parte do imóvel onde funciona o Posto de Saúde Central, pertencente ao INSS, que pretendia retomá-lo.

Devido a abusos generalizados, como aluguéis irrisórios pagos por particulares, o INSS está retomando propriedades em todo o Brasil.

Aqui poderá ser diferente, porque o município protocolou pedido para continuar na posse do imóvel, usado para saúde pública.

A procuradoria do INSS adiantou que é possível o acordo e quer receber os representantes da cidade para discutir o assunto.

 

Publicidade

Publicidade