Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Começa na terça força-tarefa para combater o mosquito Aedes aegypti
Thiago Júlio

Sexta, 8/1/2016 10:55.

Uma força-tarefa de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e do zika vírus, inicia terça-feira (12) em Balneário Camboriú. Novos agentes foram convocados e atuarão por toda a cidade até março. A ação é resultado de uma ordem direta do Governo do Estado aos 28 municípios catarinenses com maior número de focos do mosquito. Balneário é um deles, considerado município infestado.

O coordenador do Programa de Combate à Dengue de Balneário Camboriú, Márcio Passing, conta que representantes de todas as secretarias municipais, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros se reuniram quinta-feira (7) com o prefeito Edson Renato Dias, e estipularam que os servidores municipais que tem disponibilidade irão auxiliar nas ações.

A secretaria de Obras irá ajudar com caminhões para o transporte de materiais eventualmente recolhidos. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros disponibilizaram seus helicópteros para as ocorrências de fiscalizações de caixas d’água abertas e pontos de difícil acesso.

Antes da reunião, a equipe de combate à dengue cotnava com 46 agentes. Com a força-tarefa a previsão é que tenha mais de 70 pessoas. O treinamento dos novos agentes será na segunda-feira (11) e na terça-feira já devem começar os trabalhos. A ideia é fiscalizar toda a cidade até março, principalmente nos bairros com maior número de focos do mosquito: Centro, Nações, Pioneiros e Estados.

A forma de atuação dos fiscais é a mesma, mas agora com o dobro de pessoal. “Pedimos a colaboração do público, que nos deixe entrar em suas residências para averiguação. O verão exige ainda mais atenção, pois a significativa quantidade de chuva e o calor beneficiam a proliferação do mosquito. Qualquer objeto que acumule água pode oferecer risco. Além da dengue e da febre amarela, o Aedes aegypti também pode transferir os temidos Chikungunya e Zika Vírus”, informa.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

 Prefeitura começará a internar usuários de drogas


Saúde

 Cidade é área de atenção e apenas 2.500 tomaram a vacina até agora. Doença pode matar.


Geral

O cantor Armandinho organiza o festival, que tem entrada gratuita


Política

Derrota do governo é resposta de Maia à queda de Bebianno


Publicidade


Publicidade


Política

Ele aparentemente fez escolhas erradas em seu caminho político 


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Policia

Gaúcho comeu no restaurante e não tinha dinheiro para pagar


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Começa na terça força-tarefa para combater o mosquito Aedes aegypti

Thiago Júlio
Sexta, 8/1/2016 10:55.

Uma força-tarefa de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e do zika vírus, inicia terça-feira (12) em Balneário Camboriú. Novos agentes foram convocados e atuarão por toda a cidade até março. A ação é resultado de uma ordem direta do Governo do Estado aos 28 municípios catarinenses com maior número de focos do mosquito. Balneário é um deles, considerado município infestado.

O coordenador do Programa de Combate à Dengue de Balneário Camboriú, Márcio Passing, conta que representantes de todas as secretarias municipais, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros se reuniram quinta-feira (7) com o prefeito Edson Renato Dias, e estipularam que os servidores municipais que tem disponibilidade irão auxiliar nas ações.

A secretaria de Obras irá ajudar com caminhões para o transporte de materiais eventualmente recolhidos. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros disponibilizaram seus helicópteros para as ocorrências de fiscalizações de caixas d’água abertas e pontos de difícil acesso.

Antes da reunião, a equipe de combate à dengue cotnava com 46 agentes. Com a força-tarefa a previsão é que tenha mais de 70 pessoas. O treinamento dos novos agentes será na segunda-feira (11) e na terça-feira já devem começar os trabalhos. A ideia é fiscalizar toda a cidade até março, principalmente nos bairros com maior número de focos do mosquito: Centro, Nações, Pioneiros e Estados.

A forma de atuação dos fiscais é a mesma, mas agora com o dobro de pessoal. “Pedimos a colaboração do público, que nos deixe entrar em suas residências para averiguação. O verão exige ainda mais atenção, pois a significativa quantidade de chuva e o calor beneficiam a proliferação do mosquito. Qualquer objeto que acumule água pode oferecer risco. Além da dengue e da febre amarela, o Aedes aegypti também pode transferir os temidos Chikungunya e Zika Vírus”, informa.

Publicidade

Publicidade