Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Artigo: A doença de Parkinson e a fonoaudiologia

Quarta, 21/12/2016 11:04.

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa, provocada pela perda de um grupo de neurônios que são responsáveis pela produção de um neurotransmissor conhecido como dopamina, essencial para regulação dos movimentos. Os sintomas básicos da doença de Parkinson são: tremores (geralmente nas mãos), lentidão e rigidez, porém o quadro pode acompanhar alterações na voz, na fala e na deglutição, sendo que é atuando nestas áreas que o fonoaudiólogo auxilia as pessoas acometidas por esta doença.

Em se tratando de sintomas fonoaudiológicos, os portadores de Parkinson podem apresentar uma alteração pneufonoauticulatoria, ou seja uma dificuldade em coordenar a respiração e a fonação, o que acaba ocasionando um cansaço ao falar. Outro sintoma presente é disartria hipocinética (um distúrbio na articulação), que gera uma fala monótona e imprecisa, podendo haver aumento ou diminuição da velocidade da fala.

Também é observado na doença de Parkinson alterações na voz, podendo apresentar soprosidade e rouquidão, além de umadiminuição na intensidade vocal. Além disso, as pessoas acometidas por esta doença podem apresentar, nos estágios mais avançados, um sintoma conhecido como disfagia, que acontece devido a lentidão e rigidez muscular que dificulta a coordenação da deglutição, podendo levar a uma pneumonia aspiratória.

Diante desse quadro, o objetivo da fonoaudiologia na doença de Parkinson é oportunizar uma melhor qualidade de vida para os pacientes. A terapia fonoaudiológica pode potencializar a comunicação e condições alimentares, melhorando as funçõesrelacionados a fala, voz e deglutição, proporcionando assim benefícios para que o portador da doença de Parkinson possa viver melhor e com qualidade.

Jessica Vechani Alves Neto e Jenifer Karen Melo de Souza - Acadêmicas do 4° do curso de fonoaudiologia-Univali. Professora orientadora: Juliana Câmara Bastos

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Política


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Artigo: A doença de Parkinson e a fonoaudiologia

Quarta, 21/12/2016 11:04.

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa, provocada pela perda de um grupo de neurônios que são responsáveis pela produção de um neurotransmissor conhecido como dopamina, essencial para regulação dos movimentos. Os sintomas básicos da doença de Parkinson são: tremores (geralmente nas mãos), lentidão e rigidez, porém o quadro pode acompanhar alterações na voz, na fala e na deglutição, sendo que é atuando nestas áreas que o fonoaudiólogo auxilia as pessoas acometidas por esta doença.

Em se tratando de sintomas fonoaudiológicos, os portadores de Parkinson podem apresentar uma alteração pneufonoauticulatoria, ou seja uma dificuldade em coordenar a respiração e a fonação, o que acaba ocasionando um cansaço ao falar. Outro sintoma presente é disartria hipocinética (um distúrbio na articulação), que gera uma fala monótona e imprecisa, podendo haver aumento ou diminuição da velocidade da fala.

Também é observado na doença de Parkinson alterações na voz, podendo apresentar soprosidade e rouquidão, além de umadiminuição na intensidade vocal. Além disso, as pessoas acometidas por esta doença podem apresentar, nos estágios mais avançados, um sintoma conhecido como disfagia, que acontece devido a lentidão e rigidez muscular que dificulta a coordenação da deglutição, podendo levar a uma pneumonia aspiratória.

Diante desse quadro, o objetivo da fonoaudiologia na doença de Parkinson é oportunizar uma melhor qualidade de vida para os pacientes. A terapia fonoaudiológica pode potencializar a comunicação e condições alimentares, melhorando as funçõesrelacionados a fala, voz e deglutição, proporcionando assim benefícios para que o portador da doença de Parkinson possa viver melhor e com qualidade.

Jessica Vechani Alves Neto e Jenifer Karen Melo de Souza - Acadêmicas do 4° do curso de fonoaudiologia-Univali. Professora orientadora: Juliana Câmara Bastos

Publicidade

Publicidade