Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

‘Dezembro Laranja’ pede proteção ao câncer de pele

Terça, 13/12/2016 9:35.

‘Dezembro Laranja’ pede proteção ao câncer de pele Junto com a chegada do verão, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) está iniciando a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, que faz 176 mil novos casos ao ano no país. A campanha vai disseminar os cuidados com a pele, uso do protetor solar, os riscos da doença e a importância do diagnóstico precoce.

A exposição excessiva ao sol em horários inadequados e o uso de câmaras de bronzeamento são as principais causas da doença que surge mais frequentemente na face, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas, as áreas mais expostas ao sol.

Algumas características podem ajudar as pessoas a identificar a doença, como lesões na pele, pintas que apresentem mudança de cor ou textura e feridas que não cicatrizam.

Junto com a campanha, a SBD lançou um QUIZ que ajuda a população a entender o seu nível de conhecimento sobre a exposição ao sol, bem como uma calculadora que ajuda a identificar os pacientes de risco da doença.

Os testes estão disponíveis no site da campanha: www.controleosol.com.br.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

‘Dezembro Laranja’ pede proteção ao câncer de pele

Terça, 13/12/2016 9:35.

‘Dezembro Laranja’ pede proteção ao câncer de pele Junto com a chegada do verão, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) está iniciando a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, que faz 176 mil novos casos ao ano no país. A campanha vai disseminar os cuidados com a pele, uso do protetor solar, os riscos da doença e a importância do diagnóstico precoce.

A exposição excessiva ao sol em horários inadequados e o uso de câmaras de bronzeamento são as principais causas da doença que surge mais frequentemente na face, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas, as áreas mais expostas ao sol.

Algumas características podem ajudar as pessoas a identificar a doença, como lesões na pele, pintas que apresentem mudança de cor ou textura e feridas que não cicatrizam.

Junto com a campanha, a SBD lançou um QUIZ que ajuda a população a entender o seu nível de conhecimento sobre a exposição ao sol, bem como uma calculadora que ajuda a identificar os pacientes de risco da doença.

Os testes estão disponíveis no site da campanha: www.controleosol.com.br.

Publicidade

Publicidade