Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Vereador repudia prefeitos que querem impedir que o Ruth Cardoso pare de atender seus moradores

“Se todos os municípios se unirem, conseguiremos recursos para que o hospital Municipal Ruth Cardoso atenda a população em todas as suas necessidades”

Terça, 19/11/2019 18:38.
Divulgação
Marcelo Achutti publicou foto levantando cartaz nas redes sociais

Publicidade

O vereador Marcelo Achutti ficou indignado quando soube que três prefeitos da região, Nilza Simas (Itapema), Emerson Luciano Stein (Porto Belo) e Paulo Henrique Dalago Müller (Bombinhas) anunciaram entrar com uma ação no judiciário para que o hospital Municipal Ruth Cardoso não feche as portas para seus moradores.

O prefeito Fabrício Oliveira vem anunciando desde o dia 12 de agosto que o atendimento será somente para moradores de Balneário Camboriú a partir do início do próximo ano. A cada 30 dias o ofício que todos os gestores, secretários, governador receberam em 12 de agosto informando sobre esta decisão, porque o município não suporta mais arcar sozinho com todas as despesas de atendimento a toda a região, é reenviado para lembrar o prazo.

No entanto, nenhuma atitude foi tomada, no sentido de ajudar a manter as portas abertas. Nem dos municípios que usufruem do hospital e nem do governo do Estado.

Achutti manifestou sua indignação através de Moção de Repúdio os três prefeitos que fará nesta terça-feira (19).

“Todos conhecem a minha luta em busca de recursos para o Hospital Municipal Ruth Cardoso, tanto na esfera estadual como no governo federal. Sabem o quanto eu defendo o custeio por parte dos municípios vizinhos, uma vez que utilizam o Hospital”, justificou.

O vereador entende que ajudaria mais se ao invés de entrarem com esta ação, os prefeitos promovessem uma ação junto ao governo do Estado para que fossem efetuados os investimentos necessários para manter o Hospital Ruth Cardoso, ou que, procurassem deputados em busca de Emendas Parlamentares.

“A prefeita Nilza poderia solicitar esta emenda ao deputado federal Darci de Matos ou o prefeito Paulinho solicitar esta emenda à deputada estadual Paulinha. O partido da prefeita Nilza, que é o PSD, esteve no governo o ano passado, porque ela não entrou com uma ação contra seu partido para que promovesse recursos para ajudar no custeio do Hospital”, questionou Achutti.

Ele entende que este este não é o caminho a ser seguido, é necessário que se faça políticas públicas com responsabilidade.

“Se todos os municípios se unirem, conseguiremos recursos para que o hospital Municipal Ruth Cardoso atenda a população em todas as suas necessidades”, concluiu.


Relacionada: Em vez de ajudar na conta do hospital prefeitos querem ir à justiça


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Marcelo Achutti publicou foto levantando cartaz nas redes sociais
Marcelo Achutti publicou foto levantando cartaz nas redes sociais

Vereador repudia prefeitos que querem impedir que o Ruth Cardoso pare de atender seus moradores

“Se todos os municípios se unirem, conseguiremos recursos para que o hospital Municipal Ruth Cardoso atenda a população em todas as suas necessidades”

Publicidade

Terça, 19/11/2019 18:38.

O vereador Marcelo Achutti ficou indignado quando soube que três prefeitos da região, Nilza Simas (Itapema), Emerson Luciano Stein (Porto Belo) e Paulo Henrique Dalago Müller (Bombinhas) anunciaram entrar com uma ação no judiciário para que o hospital Municipal Ruth Cardoso não feche as portas para seus moradores.

O prefeito Fabrício Oliveira vem anunciando desde o dia 12 de agosto que o atendimento será somente para moradores de Balneário Camboriú a partir do início do próximo ano. A cada 30 dias o ofício que todos os gestores, secretários, governador receberam em 12 de agosto informando sobre esta decisão, porque o município não suporta mais arcar sozinho com todas as despesas de atendimento a toda a região, é reenviado para lembrar o prazo.

No entanto, nenhuma atitude foi tomada, no sentido de ajudar a manter as portas abertas. Nem dos municípios que usufruem do hospital e nem do governo do Estado.

Achutti manifestou sua indignação através de Moção de Repúdio os três prefeitos que fará nesta terça-feira (19).

“Todos conhecem a minha luta em busca de recursos para o Hospital Municipal Ruth Cardoso, tanto na esfera estadual como no governo federal. Sabem o quanto eu defendo o custeio por parte dos municípios vizinhos, uma vez que utilizam o Hospital”, justificou.

O vereador entende que ajudaria mais se ao invés de entrarem com esta ação, os prefeitos promovessem uma ação junto ao governo do Estado para que fossem efetuados os investimentos necessários para manter o Hospital Ruth Cardoso, ou que, procurassem deputados em busca de Emendas Parlamentares.

“A prefeita Nilza poderia solicitar esta emenda ao deputado federal Darci de Matos ou o prefeito Paulinho solicitar esta emenda à deputada estadual Paulinha. O partido da prefeita Nilza, que é o PSD, esteve no governo o ano passado, porque ela não entrou com uma ação contra seu partido para que promovesse recursos para ajudar no custeio do Hospital”, questionou Achutti.

Ele entende que este este não é o caminho a ser seguido, é necessário que se faça políticas públicas com responsabilidade.

“Se todos os municípios se unirem, conseguiremos recursos para que o hospital Municipal Ruth Cardoso atenda a população em todas as suas necessidades”, concluiu.


Relacionada: Em vez de ajudar na conta do hospital prefeitos querem ir à justiça


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade