Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Vereadores fazem sessão extraordinária para analisar comissionados

Ela acontece na manhã desta sexta-feira

Sexta, 28/9/2018 4:56.
Google.

Publicidade

A juíza Adriana Lisbôa, da Vara da Fazenda Pública de Balneário Camboriú, liberou ontem a Câmara de Vereadores a prosseguir na análise do projeto que possibilitará a recontratação de cargos de confiança exonerados por força de decisão judicial.

Por isto, o presidente da Câmara, Roberto Souza Jr., convocou uma sessão extraordinária para a manhã desta sexta-feira (28) onde será feita a apresentação e discussão da proposta, fase que antecede a sessão de votação.

A pressa dos vereadores da base do governo parece inútil, o projeto tem que ser analisado por diversas comissões, trâmite que pode demorar diversos dias.

Com 152 cargos de confiança exonerados, a administração sofreu um baque que gerou insatisfação generalizada.

Embora tente atribuir culpa a governos anteriores, a responsabilidade é dessa administração que dispôs de mais de um ano para corrigir ilegalidades apontadas pelo MInistério Público e judiciário.

Os sinais futuros são ruins e foram destacados pela juíza Adriana Lisbôa em seu despacho que possibilitou o prosseguimento da análise do projeto: “Em que pese cause muita estranheza a esta magistrada alguns dos cargos criados pelo aludido Projeto de Lei n. 16/2018, diante da decisão proferida especificamente a respeito de sua inconstitucionalidade pelo egrégio Tribunal de Justiça de Santa Catarina (na ADI8000097-59.2016.8.24.0000), evidente que a questão não pode, nestes autos e nesta etapa da legislatura, sofrer análise judicial.”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Google.

Vereadores fazem sessão extraordinária para analisar comissionados

Ela acontece na manhã desta sexta-feira

Publicidade

Sexta, 28/9/2018 4:56.

A juíza Adriana Lisbôa, da Vara da Fazenda Pública de Balneário Camboriú, liberou ontem a Câmara de Vereadores a prosseguir na análise do projeto que possibilitará a recontratação de cargos de confiança exonerados por força de decisão judicial.

Por isto, o presidente da Câmara, Roberto Souza Jr., convocou uma sessão extraordinária para a manhã desta sexta-feira (28) onde será feita a apresentação e discussão da proposta, fase que antecede a sessão de votação.

A pressa dos vereadores da base do governo parece inútil, o projeto tem que ser analisado por diversas comissões, trâmite que pode demorar diversos dias.

Com 152 cargos de confiança exonerados, a administração sofreu um baque que gerou insatisfação generalizada.

Embora tente atribuir culpa a governos anteriores, a responsabilidade é dessa administração que dispôs de mais de um ano para corrigir ilegalidades apontadas pelo MInistério Público e judiciário.

Os sinais futuros são ruins e foram destacados pela juíza Adriana Lisbôa em seu despacho que possibilitou o prosseguimento da análise do projeto: “Em que pese cause muita estranheza a esta magistrada alguns dos cargos criados pelo aludido Projeto de Lei n. 16/2018, diante da decisão proferida especificamente a respeito de sua inconstitucionalidade pelo egrégio Tribunal de Justiça de Santa Catarina (na ADI8000097-59.2016.8.24.0000), evidente que a questão não pode, nestes autos e nesta etapa da legislatura, sofrer análise judicial.”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade