Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Vereador de Itajaí quer proibir anúncios eróticos

Projeto de edil religioso veda publicidade de casas de shows

Segunda, 19/2/2018 8:22.
O vereador Beto Cunha (PSDB)

Publicidade

O vereador Beto Cunha, do PSDB de Itajaí, anunciou um projeto que proíbe a veiculação de anúncios de casas de shows com nudez e erotismo. A proposta ainda tramita nas comissões.

O PL estipula sanções como notificação, multa de 20 unidades fiscais, suspensão do alvará de funcionamento e até a cassação do mesmo.

O vereador, que se denomina um "político cristão", afirma que o objetivo da proposta é “defender a sociedade contra a sexualidade precoce”.

“Importante destacar o que se refere à valorização da mulher, pois a ideia é evitar a divulgação do gênero feminino em outdoors de maneira a eventualmente vulgarizá-las, como exemplos das propagandas de motéis, casas noturnas, preservativos e demais anúncios, veiculadas nos logradouros da cidade, que cada vez mais são rejeitadas pelas famílias”, justificou.

Em Balneário Camboriú uma proposta semelhante foi apresentada pelo vereador Leonardo Piruka em 2014, que regulamentava os outdoors na cidade.

O PL, que segue pronto para votação até hoje, proíbe veiculação de conteúdo com “seios à mostra, genitais, bunda e imagens que contenham pessoas completamente nuas, pessoas ou imagens em posição que lembrem o ato sexual, ou qualquer alusão ao pornográfico não condizente com o apropriado para todas as faixas etárias”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
O vereador Beto Cunha (PSDB)
O vereador Beto Cunha (PSDB)

Vereador de Itajaí quer proibir anúncios eróticos

Projeto de edil religioso veda publicidade de casas de shows

Publicidade

Segunda, 19/2/2018 8:22.

O vereador Beto Cunha, do PSDB de Itajaí, anunciou um projeto que proíbe a veiculação de anúncios de casas de shows com nudez e erotismo. A proposta ainda tramita nas comissões.

O PL estipula sanções como notificação, multa de 20 unidades fiscais, suspensão do alvará de funcionamento e até a cassação do mesmo.

O vereador, que se denomina um "político cristão", afirma que o objetivo da proposta é “defender a sociedade contra a sexualidade precoce”.

“Importante destacar o que se refere à valorização da mulher, pois a ideia é evitar a divulgação do gênero feminino em outdoors de maneira a eventualmente vulgarizá-las, como exemplos das propagandas de motéis, casas noturnas, preservativos e demais anúncios, veiculadas nos logradouros da cidade, que cada vez mais são rejeitadas pelas famílias”, justificou.

Em Balneário Camboriú uma proposta semelhante foi apresentada pelo vereador Leonardo Piruka em 2014, que regulamentava os outdoors na cidade.

O PL, que segue pronto para votação até hoje, proíbe veiculação de conteúdo com “seios à mostra, genitais, bunda e imagens que contenham pessoas completamente nuas, pessoas ou imagens em posição que lembrem o ato sexual, ou qualquer alusão ao pornográfico não condizente com o apropriado para todas as faixas etárias”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade