Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Bolsonaro lança candidatura à presidência da Câmara
EBC

Quinta, 2/2/2017 8:23.

RANIER BRAGON, DANIEL CARVALHO E ANGELA BOLDRINI

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) vai disputar a presidência da Câmara nesta quinta-feira (2). O candidato, que vinha negando que disputaria a vaga, registrou sua candidatura na noite desta quarta-feira (1º).

Com chances praticamente nulas de vencer, Bolsonaro quer aproveitar os holofotes da sessão de votação de olho nas eleições presidenciais de 2018.

Conhecido pelas questões polêmicas em que se envolve, ele defende a ditadura militar e é antigo adversário da esquerda.

No ano passado, o Conselho de Ética da Câmara decidiu por 11 votos a 1 arquivar a representação que pedia a cassação do mandato de Bolsonaro por ele ter defendido em plenário a memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, um dos principais símbolos da repressão durante a ditadura militar.

Em abril, ao votar a favor do processo de impeachment de Dilma Rousseff, Bolsonaro elogiou a memória do coronel, morto em 2015.
Bolsonaro vai enfrentar o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Jovair Arantes (PTB-GO), Luiza Erundina (PSOL-SP), Julio Delgado (PSB-MG) e André Figueiredo (PDT-CE).

Rogério Rosso (PSD-DF) desistiu da disputa nesta noite.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Esportes


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Bolsonaro lança candidatura à presidência da Câmara

EBC
Quinta, 2/2/2017 8:23.

RANIER BRAGON, DANIEL CARVALHO E ANGELA BOLDRINI

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) vai disputar a presidência da Câmara nesta quinta-feira (2). O candidato, que vinha negando que disputaria a vaga, registrou sua candidatura na noite desta quarta-feira (1º).

Com chances praticamente nulas de vencer, Bolsonaro quer aproveitar os holofotes da sessão de votação de olho nas eleições presidenciais de 2018.

Conhecido pelas questões polêmicas em que se envolve, ele defende a ditadura militar e é antigo adversário da esquerda.

No ano passado, o Conselho de Ética da Câmara decidiu por 11 votos a 1 arquivar a representação que pedia a cassação do mandato de Bolsonaro por ele ter defendido em plenário a memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, um dos principais símbolos da repressão durante a ditadura militar.

Em abril, ao votar a favor do processo de impeachment de Dilma Rousseff, Bolsonaro elogiou a memória do coronel, morto em 2015.
Bolsonaro vai enfrentar o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Jovair Arantes (PTB-GO), Luiza Erundina (PSOL-SP), Julio Delgado (PSB-MG) e André Figueiredo (PDT-CE).

Rogério Rosso (PSD-DF) desistiu da disputa nesta noite.

Publicidade

Publicidade