Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Observatório Social protocola pedido para que Plano Diretor seja votado só em 2017

Quarta, 19/10/2016 8:41.

Uma comitiva do Observatório Social de Balneário Camboriú protocolou na Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (18), pedido para que o projeto de revisão do Plano Diretor seja retirado de pauta. A entidade defende que o momento é inoportuno e que na próxima legislatura a sociedade terá maior representatividade, com o aumento do número de vereadores, que sobe de 13 para 19.

Conforme assessoria do Observatório, um dos pontos citados no documento protocolado na Câmara de Vereadores diz respeito à ausência de um estudo com dados atualizados obtidos através de geoprocessamento, onde se pudesse conhecer as atuais condições existentes e se pudesse vislumbrar as prioridades, as facilidades e as dificuldades de implantação do novo Plano Diretor.

“Fazemos esta citação com todo respeito aos três anos de trabalho e mais de 400 horas de discussões por parte dos delegados e da comunidade nos encontros realizados. Foi um trabalho formidável, mas é fato que a ausência de tais dados atualizados, bem como um planejamento estratégico para a nossa cidade, causa prejuízos ao processo”, completa o presidente do Observatório Social, Antônio Cotrim.

Compareceram à Câmara o presidente do Observatório Social, os delegados do Plano Diretor Ênio Faquetti e Zezé Wolff, o membro do Observatório Ernino Pelegrini, o membro do Conselho Diretor da CDL José Roberto Cruz, e Eraldo Luiz de Carvalho Júnior, do Sintracesc.

O pedido de retirada da pauta foi feito diretamente no gabinete do presidente do Legislativo, Nilson Probst.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Observatório Social protocola pedido para que Plano Diretor seja votado só em 2017

Quarta, 19/10/2016 8:41.

Uma comitiva do Observatório Social de Balneário Camboriú protocolou na Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (18), pedido para que o projeto de revisão do Plano Diretor seja retirado de pauta. A entidade defende que o momento é inoportuno e que na próxima legislatura a sociedade terá maior representatividade, com o aumento do número de vereadores, que sobe de 13 para 19.

Conforme assessoria do Observatório, um dos pontos citados no documento protocolado na Câmara de Vereadores diz respeito à ausência de um estudo com dados atualizados obtidos através de geoprocessamento, onde se pudesse conhecer as atuais condições existentes e se pudesse vislumbrar as prioridades, as facilidades e as dificuldades de implantação do novo Plano Diretor.

“Fazemos esta citação com todo respeito aos três anos de trabalho e mais de 400 horas de discussões por parte dos delegados e da comunidade nos encontros realizados. Foi um trabalho formidável, mas é fato que a ausência de tais dados atualizados, bem como um planejamento estratégico para a nossa cidade, causa prejuízos ao processo”, completa o presidente do Observatório Social, Antônio Cotrim.

Compareceram à Câmara o presidente do Observatório Social, os delegados do Plano Diretor Ênio Faquetti e Zezé Wolff, o membro do Observatório Ernino Pelegrini, o membro do Conselho Diretor da CDL José Roberto Cruz, e Eraldo Luiz de Carvalho Júnior, do Sintracesc.

O pedido de retirada da pauta foi feito diretamente no gabinete do presidente do Legislativo, Nilson Probst.

Publicidade

Publicidade