Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Aprovado projeto que libera contêineres para fins comerciais e residenciais
Divulgação
Mercearia na Nova Zelândia toda feita com contêiner, reaberta nesse formato depois do terremoto de 2011.

Quarta, 18/5/2016 9:37.

Foi aprovado por unanimidade nesta terça-feira (17), o projeto de autoria dos vereadores Roberto Souza Junior, Marcelo Achutti e Leonardo Piruka, que regulamenta o uso de contêineres para fins comerciais ou residenciais, em Balneário Camboriú.

O projeto revoga a Lei 2996, de 2009, que dizia o contrário.

A aprovação do uso de contêineres em comércios e residências ainda dependerá de aprovação da Secretaria de Planejamento Urbano e do Conselho da Cidade.

Já a utilização provisória de contêineres para plantão de vendas e depósito de ferramentas e materiais de obras e para exposições provisórias, dependerá apenas de aprovação do Planejamento.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

O acordo põe fim a anos de insegurança e desgaste jurídico


Cidade

Sem a colaboração da população não existe medida que dê jeito


Cidade

Isso explica a redução drástica do nível na captação


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Aprovado projeto que libera contêineres para fins comerciais e residenciais

Divulgação
Mercearia na Nova Zelândia toda feita com contêiner, reaberta nesse formato depois do terremoto de 2011.
Mercearia na Nova Zelândia toda feita com contêiner, reaberta nesse formato depois do terremoto de 2011.
Quarta, 18/5/2016 9:37.

Foi aprovado por unanimidade nesta terça-feira (17), o projeto de autoria dos vereadores Roberto Souza Junior, Marcelo Achutti e Leonardo Piruka, que regulamenta o uso de contêineres para fins comerciais ou residenciais, em Balneário Camboriú.

O projeto revoga a Lei 2996, de 2009, que dizia o contrário.

A aprovação do uso de contêineres em comércios e residências ainda dependerá de aprovação da Secretaria de Planejamento Urbano e do Conselho da Cidade.

Já a utilização provisória de contêineres para plantão de vendas e depósito de ferramentas e materiais de obras e para exposições provisórias, dependerá apenas de aprovação do Planejamento.

Publicidade

Publicidade