Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Vereador propõe parada livre para ônibus após 22h
Márcio Gonçalves

Quarta, 20/1/2016 8:43.

O vereador Moacir Schmidt apresentou projeto prevendo que os ônibus possam parar fora dos pontos, após 22h, para aumentar a segurança dos passageiros.

A norma não valeria para a zona central da cidade.

Moacir explicou que lei semelhante vigora para mulheres em várias cidades como Cuiabá, Cascavel, Brasília e Nova Friburgo e em Curitiba para ambos os sexos, por exemplo.

"Cada vez mais, casos de sequestros, assaltos, assédio e violência sexual estão sendo registrados em nosso município, e ações para garantir a integridade física e material dos nossos munícipes devem ser tomadas. Portanto, vejo que o benefício oferecido no desembarque dos passageiros, após as 22 horas, é uma forma de tentar combater esses atos de violência, principalmente em áreas mais afastadas e de menor movimento, como
em nossas praias agrestes e bairros que se encontram mais afastados das principais avenidas do município", justifica o autor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Política

Enquanto a maioria quer aumentar quantidade de leis ele deseja o contrário


Geral

Houve um vazamento de grande proporção e reparos estão sendo feitos


Cidade

Prefeitos nunca investiram em reservação de água bruta  


Opinião

No Brasil isso é quase um diploma de honestidade


Publicidade


Publicidade


Seu Dinheiro

Acordo pode ter provocado um aumento de bilhões na conta de luz dos consumidores.


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Editais

Renovação de Licença Ambiental de Operação


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Vereador propõe parada livre para ônibus após 22h

Márcio Gonçalves
Quarta, 20/1/2016 8:43.

O vereador Moacir Schmidt apresentou projeto prevendo que os ônibus possam parar fora dos pontos, após 22h, para aumentar a segurança dos passageiros.

A norma não valeria para a zona central da cidade.

Moacir explicou que lei semelhante vigora para mulheres em várias cidades como Cuiabá, Cascavel, Brasília e Nova Friburgo e em Curitiba para ambos os sexos, por exemplo.

"Cada vez mais, casos de sequestros, assaltos, assédio e violência sexual estão sendo registrados em nosso município, e ações para garantir a integridade física e material dos nossos munícipes devem ser tomadas. Portanto, vejo que o benefício oferecido no desembarque dos passageiros, após as 22 horas, é uma forma de tentar combater esses atos de violência, principalmente em áreas mais afastadas e de menor movimento, como
em nossas praias agrestes e bairros que se encontram mais afastados das principais avenidas do município", justifica o autor.

Publicidade

Publicidade