Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Vereador Xande renuncia e se declara contra governo Luzia

Terça, 12/1/2016 8:47.

O vereador de Camboriú, Carlos Alexandre Martins, o Xande, renunciou ao cargo no Legislativo, afirmando cansaço da forma como a política é tratada naquela cidade. Ele foi eleito pelo PSDB, mas trocou de partido nos primeiros meses e se tornou oposição.

“Os políticos daqui afastam os políticos bons da gestão da cidade”, declara. O edil comentou que se cansou do que chamou de “politicagem” e garante que deixa o cargo e a vida pública de vez.

Um dos principais motivos que levaram à decisão foi o processo de aprovação da concessão do serviço de água. “Paguei advogado do meu bolso para barrar essa licitação. A forma com que foi aprovada a concessão de água me deixou muito triste”, revela. Apesar das muitas tentativas de derrubar o projeto, a base do governo era maior, assim como a pressão.

Mas a renúncia não é fruto apenas dos embates causados na aprovação de projetos. “Estão querendo ocupar os cargos pra conseguir salários e fazer negociatas. Nunca usei do meu cargo pra isso. Sou contra o governo Luzia e contra qualquer candidato que ela apresentar”, finaliza.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Vereador Xande renuncia e se declara contra governo Luzia

Terça, 12/1/2016 8:47.

O vereador de Camboriú, Carlos Alexandre Martins, o Xande, renunciou ao cargo no Legislativo, afirmando cansaço da forma como a política é tratada naquela cidade. Ele foi eleito pelo PSDB, mas trocou de partido nos primeiros meses e se tornou oposição.

“Os políticos daqui afastam os políticos bons da gestão da cidade”, declara. O edil comentou que se cansou do que chamou de “politicagem” e garante que deixa o cargo e a vida pública de vez.

Um dos principais motivos que levaram à decisão foi o processo de aprovação da concessão do serviço de água. “Paguei advogado do meu bolso para barrar essa licitação. A forma com que foi aprovada a concessão de água me deixou muito triste”, revela. Apesar das muitas tentativas de derrubar o projeto, a base do governo era maior, assim como a pressão.

Mas a renúncia não é fruto apenas dos embates causados na aprovação de projetos. “Estão querendo ocupar os cargos pra conseguir salários e fazer negociatas. Nunca usei do meu cargo pra isso. Sou contra o governo Luzia e contra qualquer candidato que ela apresentar”, finaliza.

Publicidade

Publicidade