Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Tatá deverá ser o diretor geral da Secretaria de Obras do governo Fabrício
Facebook pessoal.
Tatá, na campanha, ao lado do prefeito eleito Fabrício Oliveira.

Segunda, 5/12/2016 6:30.

O ex-vereador João Miguel, o Tatá, 58 anos, deverá ser o diretor geral da Secretaria de Obras, reeditando a dobradinha com o provável futuro secretário do Planejamento Edson Kratz, que marcou época no governo Rubens Spernau pela qualidade dos serviços prestados à cidade.

A secretaria não teria secretário, Tatá seria o cargo máximo.

Tatá foi vereador em três legislaturas e exerceu como suplente numa quarta, é um dos políticos mais conhecidos da cidade e tem fama de se dar bem e saber conduzir o pessoal da Secretaria de Obras. De família pioneira da praia, ele é geógrafo e comerciante.

Deixou o PSDB neste ano em solidariedade a seu sobrinho Ary Souza (provável futuro secretário de Articulação) que teve suas pretensões políticas prejudicadas pelos tucanos.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Editais

Renovação de Licença Ambiental de Operação


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Tatá deverá ser o diretor geral da Secretaria de Obras do governo Fabrício

Facebook pessoal.
Tatá, na campanha, ao lado do prefeito eleito Fabrício Oliveira.
Tatá, na campanha, ao lado do prefeito eleito Fabrício Oliveira.
Segunda, 5/12/2016 6:30.

O ex-vereador João Miguel, o Tatá, 58 anos, deverá ser o diretor geral da Secretaria de Obras, reeditando a dobradinha com o provável futuro secretário do Planejamento Edson Kratz, que marcou época no governo Rubens Spernau pela qualidade dos serviços prestados à cidade.

A secretaria não teria secretário, Tatá seria o cargo máximo.

Tatá foi vereador em três legislaturas e exerceu como suplente numa quarta, é um dos políticos mais conhecidos da cidade e tem fama de se dar bem e saber conduzir o pessoal da Secretaria de Obras. De família pioneira da praia, ele é geógrafo e comerciante.

Deixou o PSDB neste ano em solidariedade a seu sobrinho Ary Souza (provável futuro secretário de Articulação) que teve suas pretensões políticas prejudicadas pelos tucanos.
 

Publicidade

Publicidade