Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Conheça os novos secretários e seus planos para os próximos oito meses

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Wikipedia

Quarta, 27/4/2016 9:51.

Por Marlise Schneider Cezar

Nas últimas semanas, o prefeito Edson Renato Dias vem nomeando novos assessores para ocupar as vagas deixadas por aqueles que tentarão uma cadeira no Legislativo. A reportagem foi em busca dos novos, alguns ainda interinos e outros acumulando funções. Ficou de fora a Secretaria do Idoso que até o fechamento da edição ainda não tinha um titular anunciado, para substituir Dão Koeddermann.

Eles ficarão no comando das secretarias até final do ano. Nesta reportagem todos responderam quais são seus planos imediatos na pasta que assumiram. Confira:

 

Paula Nitz Moi, 53, advogada, corretora de imóveis e estreante em cargo público, assumiu a secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social.

“Estou aqui para por a mão na massa e trabalhar. O que caminha bem, vai seguir assim. A principio tudo continua como está, vou me reunir com todos os departamentos e só vou mudar onde tem problemas. O objetivo é trabalho e conjunto para atingir as ações necessárias. A enchente é um exemplo desse trabalho, foi uma ação de conjunto. É assim que iremos atuar”.

Guilhermina Stuker, 60, formação em História, era diretora de artes na Fundação Cultura desde maio de 2013. Assumiu o cargo de presidente da Fundação no lugar de Anderson Beluzzo.

“Nada vai mudar, vamos dar continuidade ao Plano Municipal de Cultura, que vem sendo construído nos últimos três anos e que é uma proposta para 10 anos. Uma vez implantado, ele é uma sistematização das ações e metas para a próxima década e envolve uma extensa programação em todos os segmentos da nossa cultura”.

Jade Martins Ribeiro, 32, advogada e pós-graduada em Gestão de Cidades, foi gestora do Fundo do TPC e agora é titular da secretaria de Gabinete no lugar de Edésio Marcelino.

“É uma satisfação retornar, mas agora a responsabilidade aumentou ainda mais com a função de assessorar o prefeito em uma visão global, trabalhando em conjunto com todas as secretarias pra que este governo possa concluir suas ações, suas obras e seus projetos em andamento com êxito. Acredito que conseguiremos fazer um bom suporte nesse sentido”.

André Ritzmann, 65, engenheiro civil e de segurança no trabalho e advogado, foi secretário do Meio Ambiente, depois do Planejamento, depois diretoria técnica e diretor geral da Emasa, em novembro de 2015 foi para diretoria técnica da Compur e agora volta ao cargo de diretor geral da Emasa, no lugar de Marcelo Achutti.

“Deixar a casa em ordem, terminar o que está em andamento e a prioridade, recomendada pelo prefeito, atacar os pontos de poluição. Também gostaria de planejar um estudo de telemetria e automação das estações da rede de distribuição de água e da rede coletora de esgoto”.

Alex Sandro Venturi, 39, há sete anos na prefeitura, há dois como coordendor da Secretaria de Obras e atualmente diretor geral, no lugar de Arlindo Cruz.

"Assumir, mesmo que interinamente, a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos é um desafio que aceitei atendendo uma solicitação do prefeito Edson Renato Dias (Piriquito). Apesar da enorme responsabilidade, a tarefa torna-se mais amena por poder contar com uma boa equipe de trabalho. Estamos dando continuidade ao cronograma de ações já existente e eliminando problemas que surgem no dia a dia, inerentes de uma cidade dinâmica e turística como Balneário Camboriú. Estamos, nesse primeiro momento, priorizando a limpeza e reconstrução de alguns pontos da cidade que sofreram com a enxurrada da última semana. Mas, paralelamente a isso, damos continuidade à pavimentação asfáltica de algumas ruas, jálicitadas. Pinturas; reparos e manutenção das vias públicas; recolhimento de objetos descartados nas calçadas pela comunidade; limpeza de bocas de lobo e tubulações; limpeza dos terrenos baldios, dando apoio ao mutirão da dengue; manutenção dos canteiros e praças, pelo Departamento de Paisagismo, são algumas das ações diárias da Secretaria, não só no centro e bairros, mas também na Região Sul, que compreende os bairros da Barra, Nova Esperança, São Judas Tadeu e Praias Agrestes”.

Rafael Diogo Amâncio, 36, formado em Comércio Exterior, é o atual diretor geral de Turismo e interinamente está respondendo pela secretaria, no lugar de Ademar Schneider.

“Antes da virada do ano, já realizei um projeto na secretaria com o lançamento do novo aplicativo BC o Ano Todo. Após a saída do secretário, dei continuidade ao projeto Visite Balneário Camboriú & Região (antigo Work Shop Trade), onde juntamente com o Convention, realizamos diversas reuniões e garantimos a adesão de municípios vizinhos, dos principais equipamentos turísticos da cidade e região e de diversos hotéis do trade de Balneário Camboriú. Daremos continuidade também no calendário de eventos externos da Secretaria, dos eventos municipais e dos eventos relacionados ao aniversário. Tenho um projeto voltado diretamente ao PIT, para facilitar e agilizar o ingresso dos ônibus e vans na cidade e outro projeto que envolveria todo o trade e comércio local para qualificar ainda mais o turismo de Balneário Camboriú, mas por se tratar de um ano eleitoral, tenho que ajustar com o jurídico se haverá condições de realizar estes projetos neste ano”.

Rodrigo Torres, 36, engenheiro ambiental, diretor de Desenvolvimento Ambiental e secretário interino do Meio Ambiente, no lugar de Nena Amorim.

“A principal meta é terminar as obras que a nena começou. Vou destacar três: o Laboratório de Fitoterapia que está pronto e que precisa ser equipado para voltar a produzir pomadas, tinturas e xaropes; a Escola Ambiental que será construídas dentro do Parque e a reforma do Ambiarte, para a qual já temos recursos. Além disso a intensificação da fiscalização de pesca e o início do processo de licenciamento ambiental, o projeto deverá chegar ao Legislativo nos próximos dias”.

Paulo Eduardo Voltolini Faigel (Dado), 37, promotor de eventos esportivos, é diretor de Esportes Comunitários da FMEBC desde 2015 e atual Superintendente Internino da FMEBC 2016.

“Como diretor e superintendente, mesmo que de forma interina, quero aproveitar para continuar contribuindo com o crescimento do esporte, dando continuidade aos projetos existentes, disponibilizando para as crianças a oportunidade de se tornar um atleta cidadão consciente do seu papel na sociedade e proporcionar cada vez mais a vinda de grandes eventos. A nomeação de superintendente interino foi uma surpresa, mas abracei com muita alegria, principalmente, pela forma como fui acolhido pelos colegas. Tenho certeza que essa é uma experiência única e quero me empenhar para fazer uma passagem que seja lembrada de forma positiva na FMEBC, dando continuidade ao trabalho que, no meu ver, já estava sendo muito bem feito”.

João Passos, 42, formação em História, diretor de projetos da secretaria de Segurança desde fevereiro e agora interinamente respondendo pela Defesa Civil, no posto que era de Diogo Catafesta.

“Estamos trabalhando nos laudos técnicos par resolver o problema emergencial causado pelos alagamentos. Depois disso, a transferência da sede da Defesa Civil para o novo endereço do Fumtran e todo o setor de trânsito, na avenida Marginal Leste, o que deverá ocorrer em 90 dias e ver o que precisa para aparelhar e estruturar a nova sede”.

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade