Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Polícia Civil prende trio de traficantes que atuava no Calçadão de Balneário

Sexta, 6/3/2020 10:00.

Publicidade

A Polícia Civil de Balneário Camboriú, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), prendeu na tarde de quinta-feira (5) três traficantes que ‘trabalhavam’ no Calçadão. A operação foi nomeada de Praia Limpa.

Segundo a DIC, a ação teve apoio da Guarda Municipal. O objetivo foi desarticular os traficantes que trabalhavam de forma explícita no Calçadão. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva.

Os traficantes utilizavam da tática conhecida como ‘tráfico formiguinha’, ou seja, se mantinham na posse de apenas uma pequena quantidade pequena de drogas, destinada à venda, a qual era reabastecida continuamente, caso eles fossem abordados pela polícia conseguiriam passar por usuários de drogas.

A investigação, que durou cerca de dois meses, também identificou que o grupo utilizava olheiros para alertar os demais integrantes sobre a aproximação de alguma força de segurança pública. Nos imóveis alvos das buscas foram apreendidos celulares que serão analisados para a identificação de outros possíveis integrantes da quadrilha.

Os três presos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Polícia Civil prende trio de traficantes que atuava no Calçadão de Balneário

Publicidade

Sexta, 6/3/2020 10:00.

A Polícia Civil de Balneário Camboriú, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), prendeu na tarde de quinta-feira (5) três traficantes que ‘trabalhavam’ no Calçadão. A operação foi nomeada de Praia Limpa.

Segundo a DIC, a ação teve apoio da Guarda Municipal. O objetivo foi desarticular os traficantes que trabalhavam de forma explícita no Calçadão. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva.

Os traficantes utilizavam da tática conhecida como ‘tráfico formiguinha’, ou seja, se mantinham na posse de apenas uma pequena quantidade pequena de drogas, destinada à venda, a qual era reabastecida continuamente, caso eles fossem abordados pela polícia conseguiriam passar por usuários de drogas.

A investigação, que durou cerca de dois meses, também identificou que o grupo utilizava olheiros para alertar os demais integrantes sobre a aproximação de alguma força de segurança pública. Nos imóveis alvos das buscas foram apreendidos celulares que serão analisados para a identificação de outros possíveis integrantes da quadrilha.

Os três presos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade