Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Polícia Civil apreende 83 frascos de álcool em gel suspeitos em Balneário Camboriú

Sexta, 27/3/2020 12:12.

Publicidade

Uma operação conjunta entre Polícia Civil, PROCON e Vigilância Sanitária resultou na apreensão de 83 frascos de álcool em gel suspeitos, que estavam à venda em uma farmácia. O objetivo foi vistoriar as farmácias para verificar a procedência do álcool em gel comercializado.

A equipe foi acompanhada por um farmacêutico, que suspeitou das características do produto. O material foi encaminhado ao Instituto Geral de Perícias, que irá periciar os frascos, para saber se o material é lícito ou não.

Caso seja uma mistura caseira, como já houve um caso em Balneário Camboriú de um ‘manipulado’ de álcool líquido e gel de cabelo, será instaurado inquérito policial e os responsáveis pela produção e venda dos produtos responderão pelo crime previsto no art. 273 do Código Penal, o qual prescreve uma pena máxima de 15 anos de prisão.

Se você suspeita de algum comércio que está vendendo álcool em gel com procedência duvidosa, ligue para a Polícia Civil pelo telefone 181 ou através do Whatsaap (47) 3398.6500. As denúncias podem ser anônimas e o sigilo é absoluto.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Polícia Civil apreende 83 frascos de álcool em gel suspeitos em Balneário Camboriú

Publicidade

Sexta, 27/3/2020 12:12.

Uma operação conjunta entre Polícia Civil, PROCON e Vigilância Sanitária resultou na apreensão de 83 frascos de álcool em gel suspeitos, que estavam à venda em uma farmácia. O objetivo foi vistoriar as farmácias para verificar a procedência do álcool em gel comercializado.

A equipe foi acompanhada por um farmacêutico, que suspeitou das características do produto. O material foi encaminhado ao Instituto Geral de Perícias, que irá periciar os frascos, para saber se o material é lícito ou não.

Caso seja uma mistura caseira, como já houve um caso em Balneário Camboriú de um ‘manipulado’ de álcool líquido e gel de cabelo, será instaurado inquérito policial e os responsáveis pela produção e venda dos produtos responderão pelo crime previsto no art. 273 do Código Penal, o qual prescreve uma pena máxima de 15 anos de prisão.

Se você suspeita de algum comércio que está vendendo álcool em gel com procedência duvidosa, ligue para a Polícia Civil pelo telefone 181 ou através do Whatsaap (47) 3398.6500. As denúncias podem ser anônimas e o sigilo é absoluto.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade