Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Foragido é morto em confronto com a PM em Camboriú

Terça, 30/6/2020 10:21.

Publicidade

Everton Pinheiro, 25 anos, foi morto em confronto com a Polícia Militar na noite de segunda-feira (29), na Rua Monte Pouso Alto, no Bairro Monte Alegre, em Camboriú. Ele estava foragido da Justiça. Outro homem, de 54 anos, foi preso.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 20h policiais faziam rondas pela Rua Monte Pouso Alto quando viram Everton, que já era conhecido no meio policial. Ele estava foragido da Justiça e possuía contra si mandado de prisão ativo por um duplo latrocínio, ocorrido em Camboriú. Além disso, possuía diversas passagens pela polícia por crimes como roubo, furto, receptação, adulteração, desacato e resistência.

Os policiais teriam dado voz de abordagem, mas ele fugiu para dentro de uma casa. Os PMs o seguiram, sendo que dois foram pelo andar de baixo e dois subiram uma escada rumo ao andar de cima pela frente da casa.

Os militares que foram pela frente da casa se depararam com uma porta blindex trancada, sendo que neste momento teriam visto Everton portando um revólver, o qual apontou na direção dos PMs, que retrocederam e gritaram aos demais colegas ‘arma, arma!’

Os outros PMs seguiram pelo andar de baixo e chegaram até os fundos da residência onde havia uma escada. Everton teria então saído de dentro da casa e se deparou com os policiais, apontando a arma para um deles e, ‘na iminência de realizar disparos’, os policiais o balearam.

O foragido, após ser atingido, largou a arma e caiu no chão, vindo a morrer no local. Na casa onde Everton estava, outro homem, de 54 anos, foi preso. Ele seria pai do foragido e também possuía várias passagens criminais, como porte ilegal de arma de fogo, disparo de arma de fogo, desacato, falsidade ideológica e homicídio. Ele ainda estava usando tornozeleira eletrônica.

Em buscas pela casa, a PM ainda localizou um carregador de pistola .40, dez munições de calibre .38, dois coldres, uma cartucheira, uma caixa de porta munições e um rádio comunicador que copiava a frequência da PM.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Foragido é morto em confronto com a PM em Camboriú

Publicidade

Terça, 30/6/2020 10:21.

Everton Pinheiro, 25 anos, foi morto em confronto com a Polícia Militar na noite de segunda-feira (29), na Rua Monte Pouso Alto, no Bairro Monte Alegre, em Camboriú. Ele estava foragido da Justiça. Outro homem, de 54 anos, foi preso.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 20h policiais faziam rondas pela Rua Monte Pouso Alto quando viram Everton, que já era conhecido no meio policial. Ele estava foragido da Justiça e possuía contra si mandado de prisão ativo por um duplo latrocínio, ocorrido em Camboriú. Além disso, possuía diversas passagens pela polícia por crimes como roubo, furto, receptação, adulteração, desacato e resistência.

Os policiais teriam dado voz de abordagem, mas ele fugiu para dentro de uma casa. Os PMs o seguiram, sendo que dois foram pelo andar de baixo e dois subiram uma escada rumo ao andar de cima pela frente da casa.

Os militares que foram pela frente da casa se depararam com uma porta blindex trancada, sendo que neste momento teriam visto Everton portando um revólver, o qual apontou na direção dos PMs, que retrocederam e gritaram aos demais colegas ‘arma, arma!’

Os outros PMs seguiram pelo andar de baixo e chegaram até os fundos da residência onde havia uma escada. Everton teria então saído de dentro da casa e se deparou com os policiais, apontando a arma para um deles e, ‘na iminência de realizar disparos’, os policiais o balearam.

O foragido, após ser atingido, largou a arma e caiu no chão, vindo a morrer no local. Na casa onde Everton estava, outro homem, de 54 anos, foi preso. Ele seria pai do foragido e também possuía várias passagens criminais, como porte ilegal de arma de fogo, disparo de arma de fogo, desacato, falsidade ideológica e homicídio. Ele ainda estava usando tornozeleira eletrônica.

Em buscas pela casa, a PM ainda localizou um carregador de pistola .40, dez munições de calibre .38, dois coldres, uma cartucheira, uma caixa de porta munições e um rádio comunicador que copiava a frequência da PM.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade