Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Garota esfaqueada pela mãe em Balneário Camboriú morreu

Sexta, 13/9/2019 9:37.

Publicidade

Jheimili Yara da Silva, 13 anos, que foi esfaqueada pela mãe na quinta-feira (5) faleceu ontem (12), exatamente uma semana após o caso acontecer. A tentativa de homicídio se deu após Jheimili se envolver com um homem de 32 anos, o que a mãe não aprovava.

O pai da menina, que mora no Paraná, confirmou a morte dela na rede social Facebook, lamentando o ocorrido. O sepultamento deve acontecer no Estado natal de Jheimili, que antes de morar em Bombinhas com a mãe, residia em Foz do Iguaçu.

A mãe dela foi presa em flagrante, mas, segundo a Polícia Civil, ela foi solta pelo Judiciário na audiência de custódia mediante liberdade provisória. O homem, que não estava em situação flagrancial, não chegou a ser preso. Porém, foi iniciado um inquérito policial por estupro de vulnerável. O inquérito já está quase concluído, faltando apenas um laudo pericial. Após isso, ele será sentenciado ou não.

Relembre o caso

Jheimili e a mãe estavam morando em Bombinhas, e por um tempo conviveram com o homem de 32 anos, identificado como I.C.R.B., até que ele a adolescente se envolveram, a mãe descobriu e o mandou embora. Ele teria se mudado para Balneário Camboriú.

A garota veio até Balneário, na tarde do último dia 5, para se encontrar com I.C.R.B.. A mãe dela descobriu e a seguiu, conseguindo flagrar os dois juntos. Não teria acontecido flagrante sexual, e sim apenas dos dois no mesmo local. Mesmo assim, uma confusão aconteceu e inclusive com agressões físicas. No momento do desentendimento, que aconteceu na avenida Atlântica, perto da Rua 1201, a mãe pegou uma faca e teria atingido a filha sem querer. A intenção seria atingir I.C.R.B., mas Jheimili teria entrado na frente, defendendo-o.

A facada foi na região do abdômen, quase perto do coração. A menina foi internada e permaneceu na UTI do Hospital Municipal Ruth Cardoso até ontem (12), quando acabou falecendo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Garota esfaqueada pela mãe em Balneário Camboriú morreu

Publicidade

Sexta, 13/9/2019 9:37.

Jheimili Yara da Silva, 13 anos, que foi esfaqueada pela mãe na quinta-feira (5) faleceu ontem (12), exatamente uma semana após o caso acontecer. A tentativa de homicídio se deu após Jheimili se envolver com um homem de 32 anos, o que a mãe não aprovava.

O pai da menina, que mora no Paraná, confirmou a morte dela na rede social Facebook, lamentando o ocorrido. O sepultamento deve acontecer no Estado natal de Jheimili, que antes de morar em Bombinhas com a mãe, residia em Foz do Iguaçu.

A mãe dela foi presa em flagrante, mas, segundo a Polícia Civil, ela foi solta pelo Judiciário na audiência de custódia mediante liberdade provisória. O homem, que não estava em situação flagrancial, não chegou a ser preso. Porém, foi iniciado um inquérito policial por estupro de vulnerável. O inquérito já está quase concluído, faltando apenas um laudo pericial. Após isso, ele será sentenciado ou não.

Relembre o caso

Jheimili e a mãe estavam morando em Bombinhas, e por um tempo conviveram com o homem de 32 anos, identificado como I.C.R.B., até que ele a adolescente se envolveram, a mãe descobriu e o mandou embora. Ele teria se mudado para Balneário Camboriú.

A garota veio até Balneário, na tarde do último dia 5, para se encontrar com I.C.R.B.. A mãe dela descobriu e a seguiu, conseguindo flagrar os dois juntos. Não teria acontecido flagrante sexual, e sim apenas dos dois no mesmo local. Mesmo assim, uma confusão aconteceu e inclusive com agressões físicas. No momento do desentendimento, que aconteceu na avenida Atlântica, perto da Rua 1201, a mãe pegou uma faca e teria atingido a filha sem querer. A intenção seria atingir I.C.R.B., mas Jheimili teria entrado na frente, defendendo-o.

A facada foi na região do abdômen, quase perto do coração. A menina foi internada e permaneceu na UTI do Hospital Municipal Ruth Cardoso até ontem (12), quando acabou falecendo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade