Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Policia
Banhista foi atropelado por jet ski em Balneário Camboriú

Quarta, 6/3/2019 8:53.
Arquivo JP3.
Jet ski invadindo área de banhistas.

Publicidade

Um turista de Blumenau foi atropelado por um jet ski na noite de terça-feira (5), na altura da Rua 4.600, na Barra Sul de Balneário Camboriú. O sujeito que pilotava a moto aquática fugiu do local.

Segundo a Polícia Militar, a vítima se chama Rogério Konell e tem 48 anos. Ele conseguiu sair da água e foi encontrado na areia consciente, mas bastante ferido.

O SAMU foi até o local e encaminhou Rogério para o Hospital Municipal Ruth Cardoso.

A Polícia Militar segue procurando o responsável pelo atropelamento, que estaria em um jet ski branco.

Através das redes sociais, moradores e turistas comentaram o caso lembrando que é comum que pilotos de jet ski não respeitem os banhistas.

“Quase fui atropelada praticando stand up. Já tivemos muita ‘treta’ ali nesse local da 4.600”, escreveu uma mulher.

Um homem concordou com ela, contando que também costuma frequentar esse ponto da praia e que observa que as motos aquáticas não respeitam o espaço reservado aos banhistas.

A solução parece simples, basta a prefeitura proibir o uso daquele local da praia, obrigando os jet skis a saírem pelo rio Camboriú. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Banhista foi atropelado por jet ski em Balneário Camboriú

Arquivo JP3.
Jet ski invadindo área de banhistas.
Jet ski invadindo área de banhistas.

Publicidade

Quarta, 6/3/2019 8:53.

Um turista de Blumenau foi atropelado por um jet ski na noite de terça-feira (5), na altura da Rua 4.600, na Barra Sul de Balneário Camboriú. O sujeito que pilotava a moto aquática fugiu do local.

Segundo a Polícia Militar, a vítima se chama Rogério Konell e tem 48 anos. Ele conseguiu sair da água e foi encontrado na areia consciente, mas bastante ferido.

O SAMU foi até o local e encaminhou Rogério para o Hospital Municipal Ruth Cardoso.

A Polícia Militar segue procurando o responsável pelo atropelamento, que estaria em um jet ski branco.

Através das redes sociais, moradores e turistas comentaram o caso lembrando que é comum que pilotos de jet ski não respeitem os banhistas.

“Quase fui atropelada praticando stand up. Já tivemos muita ‘treta’ ali nesse local da 4.600”, escreveu uma mulher.

Um homem concordou com ela, contando que também costuma frequentar esse ponto da praia e que observa que as motos aquáticas não respeitam o espaço reservado aos banhistas.

A solução parece simples, basta a prefeitura proibir o uso daquele local da praia, obrigando os jet skis a saírem pelo rio Camboriú. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade