Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Cadelinha da raça Labrador, vítima de maus tratos, foi resgatada pela Guarda Ambiental
Divulgação/PM

Quarta, 26/6/2019 10:58.

Uma cadelinha da raça Labrador foi resgatada pela Guarda Ambiental, na tarde de ontem (25). Ela era vítima de maus tratos e vivia em um apartamento na Avenida Atlântica. Os guardas ficaram sabendo do caso através de denúncias.

Segundo a Guarda Ambiental e como pode se ver pelas imagens, estava praticamente sem pelos, devido a uma possível dermatite crônica causa por estresse, já que a cachorrinha fica presa no apartamento. As unhas dela também estavam bem compridas por falta de mobilidade e espaço. A raça Labrador é conhecida pelo seu temperamento brincalhão e extrovertido, necessitando de passeios ao ar livre, o que não acontecia com o animal resgatado.

Os guardas informaram que foi relatado para eles que o cão não saía do apartamento há mais de um ano. Um veterinário do Centro de Controle de Pragas Urbanas (CCPU) foi até o local para confirmar a situação do animal.

O tutor da cadelinha foi encaminhado para a delegacia, enquadrado no Artigo 32 de crimes de maus tratos, previsto na lei 9.605/98.

A labradora foi encaminhada para uma clínica veterinária, onde receberá o tratamento necessário de especialistas. Ela ficará com um tutor provisório até o término do processo judicial, onde será determinado o destino final do animal. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Cadelinha da raça Labrador, vítima de maus tratos, foi resgatada pela Guarda Ambiental

Divulgação/PM

Publicidade

Quarta, 26/6/2019 10:58.

Uma cadelinha da raça Labrador foi resgatada pela Guarda Ambiental, na tarde de ontem (25). Ela era vítima de maus tratos e vivia em um apartamento na Avenida Atlântica. Os guardas ficaram sabendo do caso através de denúncias.

Segundo a Guarda Ambiental e como pode se ver pelas imagens, estava praticamente sem pelos, devido a uma possível dermatite crônica causa por estresse, já que a cachorrinha fica presa no apartamento. As unhas dela também estavam bem compridas por falta de mobilidade e espaço. A raça Labrador é conhecida pelo seu temperamento brincalhão e extrovertido, necessitando de passeios ao ar livre, o que não acontecia com o animal resgatado.

Os guardas informaram que foi relatado para eles que o cão não saía do apartamento há mais de um ano. Um veterinário do Centro de Controle de Pragas Urbanas (CCPU) foi até o local para confirmar a situação do animal.

O tutor da cadelinha foi encaminhado para a delegacia, enquadrado no Artigo 32 de crimes de maus tratos, previsto na lei 9.605/98.

A labradora foi encaminhada para uma clínica veterinária, onde receberá o tratamento necessário de especialistas. Ela ficará com um tutor provisório até o término do processo judicial, onde será determinado o destino final do animal. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade