Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

GAECO deflagra operação ‘Falta d'Água’ em Navegantes
Divulgação

Quinta, 13/6/2019 11:22.

Na manhã desta quinta-feira (13) foi deflagrada a operação ‘Falta D’água’ pelo Ministério Público Catarinense.

A investigação, formalizada em Procedimento de Investigação Criminal – PIC que tramita na 4ª Promotoria de Justiça de Navegantes (a qual tem por atribuição o combate à corrupção e a defesa da moralidade administrativa), apura eventuais crimes de corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro praticados por agentes públicos e empresários ligados à secretaria de Saneamento de Navegantes (Sesan).

A viabilização do trabalho conta com o apoio dos GAECOS de Itajaí, de Blumenau, da Capital, de Lages, de Curitiba e de Brasília, movimentando ao todo, cerca de 60 policiais.

Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão temporária em Navegantes. Curitiba, São José dos Pinhais e Brasília.

Além disso, estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão em Navegantes, Penha, Bombinhas, Curitiba, São José dos Pinhais e Brasília.

A população de Navegantes vem sofrendo, há anos, com problemas de falta d’água e baixa qualidade da água fornecida pela SESAN. A investigação visa confirmar indícios no sentido de que tem faltado um serviço de qualidade à população, porque agentes públicos vinculados à Secretaria estariam prezando pelo recebimento de valores para si, deixando de lado a prestação de um bom e eficiente serviço público.

As decisões judiciais foram emanadas pela Vara Criminal de Navegantes e as ações estão centradas no GAECO de Itajaí.

Os GAECOS são uma força tarefa vinculada aos Ministérios Públicos Estaduais que, em Santa Catarina, contam com agentes da polícia Civil, Militar, Rodoviária Federal e da Secretaria de Estado da Fazenda.

Fonte: Comunicação Social MPSC

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

GAECO deflagra operação ‘Falta d'Água’ em Navegantes

Divulgação

Publicidade

Quinta, 13/6/2019 11:22.

Na manhã desta quinta-feira (13) foi deflagrada a operação ‘Falta D’água’ pelo Ministério Público Catarinense.

A investigação, formalizada em Procedimento de Investigação Criminal – PIC que tramita na 4ª Promotoria de Justiça de Navegantes (a qual tem por atribuição o combate à corrupção e a defesa da moralidade administrativa), apura eventuais crimes de corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro praticados por agentes públicos e empresários ligados à secretaria de Saneamento de Navegantes (Sesan).

A viabilização do trabalho conta com o apoio dos GAECOS de Itajaí, de Blumenau, da Capital, de Lages, de Curitiba e de Brasília, movimentando ao todo, cerca de 60 policiais.

Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão temporária em Navegantes. Curitiba, São José dos Pinhais e Brasília.

Além disso, estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão em Navegantes, Penha, Bombinhas, Curitiba, São José dos Pinhais e Brasília.

A população de Navegantes vem sofrendo, há anos, com problemas de falta d’água e baixa qualidade da água fornecida pela SESAN. A investigação visa confirmar indícios no sentido de que tem faltado um serviço de qualidade à população, porque agentes públicos vinculados à Secretaria estariam prezando pelo recebimento de valores para si, deixando de lado a prestação de um bom e eficiente serviço público.

As decisões judiciais foram emanadas pela Vara Criminal de Navegantes e as ações estão centradas no GAECO de Itajaí.

Os GAECOS são uma força tarefa vinculada aos Ministérios Públicos Estaduais que, em Santa Catarina, contam com agentes da polícia Civil, Militar, Rodoviária Federal e da Secretaria de Estado da Fazenda.

Fonte: Comunicação Social MPSC

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade