Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Golpista foragido da Justiça é preso em Balneário Camboriú

Quinta, 25/7/2019 10:56.
Divulgação/PM

Publicidade

Um homem de 52 anos, identificado como G.L.H., foi preso na noite de ontem (24), em Balneário Camboriú, após ser identificado por uma vítima a qual ele teria aplicado um golpe há alguns meses. Ele estava foragido da Justiça.

Segundo a Polícia Militar, a mulher que denunciou G.L.H. informou que ele havia lhe aplicado um golpe há algum tempo. A PM não soube dar mais detalhes sobre esse caso. Porém, o que fez G.L.H. ser preso foi um mandado de prisão e o fato de ele estar utilizando um nome falso.

Policiais foram informados que o homem estaria morando na rua Dom Afonso, no Bairro Vila Real, o que foi confirmado. Abordado no local ainda tentou enganar os policiais, realmente usando nomes falsos como apontava a denúncia. O mandado de prisão contra ele também foi confirmado, inclusive através de fotos.

G.L.H. foi preso e encaminhado ao presídio da Canhanduba. Ele responde por organização criminosa e falsificação de documento.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/PM

Golpista foragido da Justiça é preso em Balneário Camboriú

Publicidade

Quinta, 25/7/2019 10:56.

Um homem de 52 anos, identificado como G.L.H., foi preso na noite de ontem (24), em Balneário Camboriú, após ser identificado por uma vítima a qual ele teria aplicado um golpe há alguns meses. Ele estava foragido da Justiça.

Segundo a Polícia Militar, a mulher que denunciou G.L.H. informou que ele havia lhe aplicado um golpe há algum tempo. A PM não soube dar mais detalhes sobre esse caso. Porém, o que fez G.L.H. ser preso foi um mandado de prisão e o fato de ele estar utilizando um nome falso.

Policiais foram informados que o homem estaria morando na rua Dom Afonso, no Bairro Vila Real, o que foi confirmado. Abordado no local ainda tentou enganar os policiais, realmente usando nomes falsos como apontava a denúncia. O mandado de prisão contra ele também foi confirmado, inclusive através de fotos.

G.L.H. foi preso e encaminhado ao presídio da Canhanduba. Ele responde por organização criminosa e falsificação de documento.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade