Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Homem foi morto e o cachorro dele baleado, em Camboriú

Segunda, 3/9/2018 14:29.
Divulgação
O cachorro sendo levado para atendimento

Publicidade

Um homem de 43 anos morreu no final de semana, vítima de disparo de arma de fogo, em Camboriú. O cachorro dele também foi baleado.

Segundo informações da PM, o crime aconteceu no sábado, no Conde Vila Verde. A denúncia informava disparo ocorrido na Rua Azaléia, esquina com a Monte Fuji.

No local estava o homem baleado na região do abdômen. Ele foi encaminhado ao hospital Ruth Cardoso pelo SAMU inconsciente e com sinais vitais. No entanto, morreu no hospital.

O cachorro da vítima também tinha sido baleado, no olho, mas sobreviveu graças ao encaminhamento para uma clínica veterinária, feito pelo Pelotão de Patrulhamento Tático. Foram os próprios policiais que custearam o atendimento do animal.

A polícia já trabalha com um possível suspeito, mas até o momento ninguém foi preso.

A vítima, de 43 anos de idade, era catador de materiais recicláveis e possuía 14 passagens por furto, violência doméstica e lesão corporal.

Com este, sobe para 16 o número de homicídios em Camboriú, só neste ano.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação
O cachorro sendo levado para atendimento
O cachorro sendo levado para atendimento

Homem foi morto e o cachorro dele baleado, em Camboriú

Publicidade

Segunda, 3/9/2018 14:29.

Um homem de 43 anos morreu no final de semana, vítima de disparo de arma de fogo, em Camboriú. O cachorro dele também foi baleado.

Segundo informações da PM, o crime aconteceu no sábado, no Conde Vila Verde. A denúncia informava disparo ocorrido na Rua Azaléia, esquina com a Monte Fuji.

No local estava o homem baleado na região do abdômen. Ele foi encaminhado ao hospital Ruth Cardoso pelo SAMU inconsciente e com sinais vitais. No entanto, morreu no hospital.

O cachorro da vítima também tinha sido baleado, no olho, mas sobreviveu graças ao encaminhamento para uma clínica veterinária, feito pelo Pelotão de Patrulhamento Tático. Foram os próprios policiais que custearam o atendimento do animal.

A polícia já trabalha com um possível suspeito, mas até o momento ninguém foi preso.

A vítima, de 43 anos de idade, era catador de materiais recicláveis e possuía 14 passagens por furto, violência doméstica e lesão corporal.

Com este, sobe para 16 o número de homicídios em Camboriú, só neste ano.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade